O pré-natal no programa de saúde da família: a assistência prestada pela equipe de enfermagem no município do Rio de Janeiro

Flaviana Paula Maciel

Resumo

Este trabalho tem como objetivo analisar a importância da assistência do serviço de enfermagem no pré-natal no Programa Saúde da Família no município do Rio de Janeiro de modo a evidenciar os principais sucessos, desafios e entraves que acometem a prática e o programa. Com base em um estudo qualitativo de caráter teórico empírico contendo revisão bibliográfica, que se utilizou dos bancos de dados da biblioteca eletrônica SCIELO e do Google Scholar para obtenção de artigos científicos com recorte entre os anos de 2006 a 2016, analisou-se a assistência prestada ao pré-natal das gestantes atendidas no programa de saúde da família. As estratégias de descentralização da assistência às gestantes por intermédio do PSF e o papel central do enfermeiro na equipe representam um avanço na luta por um atendimento mais próximo e mais eficaz para a população do município do Rio de Janeiro e do país. No município do Rio de Janeiro são muitos os desafios à atuação do profissional de enfermagem; problemas relacionados principalmente à falta de infraestrutura para atuação profissional e às constantes interrupções e atrasos dos recursos financeiros.

Descritores: Enfermagem, Atenção Primária à Saúde, Saúde da Família.


The prenatal in the family health program: the service provided by the nursing team in the Rio de Janeiro municipality

Abstract: This work aims to analyze the importance of the assistance of Nursing service in prenatal care in the Family health program (FHP) in the municipality of Rio de Janeiro in order to highlight the main successes, challenges and barriers which affects the practice and the program. Based on a qualitative study of empirical theoretical character containing bibliographical revision that was used from the databases of the SCIELO electronic Library and Google Scholar for obtaining scientific articles with clipping between the years 2006 to 2016, it was analyzed the assistance rendered to the prenatal care of pregnant women in the Family Health program. The strategies of decentralization of assistance to pregnant women through the FHP and the central role of the nurse in the team represent a breakthrough in the fight for a closer and more effective care for the population of the municipality of Rio de Janeiro and country. In the municipality of Rio de Janeiro, there are many challenges to the performance of the nursing professional. Problems related mainly to the lack of infrastructure for professional performance and the constant interruptions and delays of financial resources.

Descriptors: Nursing, Primary Health Care, Family Health.


El prenatal en el programa de salud familiar: la ayuda prestada por equipo de enfermería en el municipio de Rio de Janeiro

Resumen: Este trabajo pretende analizar la importancia de la asistencia al servicio de enfermería en atención prenatal en el programa de salud familiar del municipio de Río de Janeiro con el fin de destacar los principales éxitos, retos y barreras que afectan la práctica y el programa. Basado en un estudio cualitativo de carácter teórico empírico que contiene la revisión bibliográfica, que se utilizó desde las bases de datos de la biblioteca electrónica SciELO y Google Scholar para la obtención de artículos científicos con recorte entre los años 2006 a 2016, se analizó la asistencia prestada al cuidado prenatal de las mujeres embarazadas en el programa de salud familiar. Las estrategias de descentralización de la asistencia a las mujeres embarazadas a través del PSF y el papel central de el enfermero en el equipo representan un avance en la lucha por un cuidado más cercano y más eficaz para la población del municipio de Río de Janeiro y el país. En el municipio de Río de Janeiro hay muchos desafíos para el desempeño del profesional de enfermeira; problemas relacionados principalmente con la falta de infraestructura para el desempeño profesional y las constantes interrupciones y retrasos de los recursos financieros.

Descriptores: Enfermería, Atención Primaria de Salud, Salud de la Familia.

Texto completo:

PDF

Referências

Santos FPA, et al. Práticas de cuidado da enfermeira na estratégia saúde da família. Rev Bras Enferm. 2016; 69(6):1124-31.

Oliveira MAC, Pereira, IC. Primary health care essential attributes and the family health strategy. Rev Bras Enferm. 2013; 66(esp):158-64.

Camacho KG, Vargens OMC, Progianti JM, Spindola T. Vivenciando repercussões e transformações de uma gestação: perspectivas de gestantes. Cienc Enferm. 2010; XVI(2):115-25.

Lima SS. Enfermagem no pré-natal de baixo risco na estratégia saúde da família. Aquichan. 2013; 13(2):261-269.

Domingues RMSM, et al. Acesso e utilização de serviços de pré-natal na rede SUS do município do Rio de Janeiro, Brasil. São Paulo: Rev Bras Epidemiol. 2013; 16(4):953-965.

Dotto LMG, Moulin NM, Mamede MV. Assistência pré-natal: dificuldades vivenciadas pelas enfermeiras. Ribeirão Preto: Rev Latino Am Enferm. 2006; 14(5):682-688.

Fiúza TM, et al. Violência, drogadição e processo de trabalho na Estratégia de Saúde da Família: conflitos de um grande centro urbano brasileiro. Rev Bras Med Família e Comunidade. 2011; 6(18):32-39.

Lucchese PTR. Políticas públicas em saúde pública. São Paulo: BIREME/OPAS/OMS. 2004; 90.

Oliveira DC, et al. A política pública de saúde brasileira: representação e memória social de profissionais. Rio de Janeiro: Cad Saúde Pública. 2008; 24(1):197-206.

Rocha CV. A cooperação federativa e a política de saúde: o caso dos Consórcios Intermunicipais de Saúde no estado do Paraná. São Paulo: Cad Metrop. 2016; 18(36):377-399.

Tonella C. Políticas urbanas no Brasil: marcos legais, sujeitos e instituições. Brasília: Soc Estado. 2013; 28(1):29-52.

Gaíva MAM, Silva AMN. O processo de implantação do programa saúde da família no estado de Mato Grosso, Brasil: perspectiva de atores sociais da gestão estadual. Cogitare Enferm. 2008; 13(4):576-84.

Brasil. Ministério da Saúde. Portaria n. 648: Aprova a Política Nacional de Atenção Básica, de 28 de março de 2006. Brasília: Ministério da Saúde. 2006.

Prefeitura Municipal do Rio de Janeiro. Secretaria Municipal de Saúde - SMS. Unidades de Saúde. Clínicas da Família. 2017. Disponível em: . Acesso em 17 set 2017.

Brasil. O Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde. Publicações. 2010. Disponível em: . Acesso em 16 set 2017.

Domingues RMSM. Avaliação da adequação da assistência pré-natal na rede SUS do Município do Rio de Janeiro, Brasil. Rio de Janeiro: Cad Saúde Pública. 2012; 28(3):425-437.

Zampieri MFM, Erdmann AL. Cuidado humanizado no pré-natal: um olhar para além das divergências e convergências. Rev Bras Saúde Matern Infant. 2010; 10(3):359-67.

Vieira SM, Bock LF, Zocche DA, Pessota CU. Percepção das puérperas sobre a assistência prestada pela equipe de saúde no pré-natal. Florianópolis: Texto Contexto Enferm. 2011; 20(esp):255-62.


Visualizações do PDF:

80 views


Visualizações do Resumo:

196 views

Apontamentos

  • Não há apontamentos.
Copyright: ©-2014 Revista Recien - Revista Científica de Enfermagem. Todos os direitos reservados.
Tema: Mason Publishing Group. Customizado por: Articloud