Lesões de pele em idosos em cuidados perioperatório

Wender Ferreira dos Santos, Karine Rodrigues Afonseca, Andréa Mathes Faustino

Resumo

Identificar fatores associados para o desenvolvimento de lesões e ou alterações de pele em idosos em cuidados perioperatório. Estudo descritivo com idosos hospitalizados (n=30), no Distrito Federal. Foram avaliados dados sociodemográficos, saúde e cirurgia, exame físico da pele e capacidade funcional. Os dados foram submetidos à estatística descritiva e analítica. As médias de idade foram de 69,63 anos (±7,53), e de internação 4 dias (±4,91). A maioria (53,33%) estava internada por cirurgia oncológica, 86,67% eram totalmente independentes para o autocuidado. As principais alterações na pele foram hematoma / equimose 13,30% e eritema 10,00%. Idosos com mais de 71,92 (±8,09), desenvolveram mais lesões em relação a idosos mais jovens, e mesmo os independentes desenvolveram alguma alteração na pele. O cuidado com a integridade da pele em idosos em situação cirúrgica deve ser realizado de forma individualizada, com especial atenção aos fatores que possam agravar o processo de recuperação.

Descritores: Idoso, Assistência Perioperatória, Ferida Cirúrgica, Assistência Hospitalar, Cuidado de Enfermagem ao Idoso Hospitalizado.

 

Skin injuries in elderly people in perioperative care

Abstract: Identify associated associates for the development of injuries or skin changes in the elderly in perioperative care. Descriptive study with hospitalized elderly (n = 30), in the Federal District. Sociodemographic data, health and surgery, physical examination of the skin and functional capacity were obtained. The data were prepared using descriptive and analytical statistics. The mean age was 69.63 years (± 7.53), and the hospital stay was 4 days (± 4.91). Most (53.33%) were hospitalized for cancer surgery, 86.67% were completely independent for self-care. The main changes in the skin were hematoma / ecchymosis 13.30% and erythema 10.00%. Elderly people over 71.92 (± 8.09), developed more situations in relation to the younger elderly, even the independent ones developed some altered skin change. Care with the integrity of the skin in elderly people in a surgical situation should be carried out individually, with special attention to factors that aggravate the recovery process.

Descriptors: Aged, Perioperative Care, Surgical Wound. Hospital Care, Nurses Improving Care for Health System Elders.

 

Lesiones cutáneas en personas mayores en cuidados perioperatorios

Resumen: Identificar factores asociados para el desarrollo de lesiones o cambios cutáneos en ancianos en cuidados perioperativos. Estudio descriptivo con ancianos hospitalizados (n = 30), en el Distrito Federal. Se obtuvieron datos sociodemográficos, de salud y cirugía, exploración física de la piel y capacidad funcional. Los datos se prepararon utilizando estadística descriptiva y analítica. La edad media fue de 69,63 años (± 7,53) y la estancia hospitalaria de 4 días (± 4,91). La mayoría (53,33%) fueron hospitalizados por cirugía oncológica, el 86,67% fueron completamente independientes para el autocuidado. Los principales cambios en la piel fueron hematoma / equimosis 13,30% y eritema 10,00%. Los ancianos mayores de 71,92 (± 8,09), desarrollaron más situaciones en relación a los ancianos más jóvenes, incluso los independientes desarrollaron algún cambio cutáneo alterado. El cuidado con la integridad de la piel en las personas mayores en situación quirúrgica debe realizarse de forma individual, con especial atención a los factores que agravan el proceso de recuperación.

Descriptores: Anciano, Atención Perioperativa, Herida quirúrgica, Atención Hospitalaria, Enfermeras que Mejoran la Atención de los Ancianos en el Sistema de Salud.

Texto completo:

PDF

Referências

Yoshinaga IG, Galiás I. A pele que somos e a pele que sentimos: pele - símbolo - consciência. Junguiana. 2018; 36(2):77-88.

Silva AMM, Mambrini JVM, Peixoto SV, Malta DC, Lima-Costa MF. Uso de serviços de saúde por idosos brasileiros com e sem limitação funcional. Rev Saúde Pública. 2017; 51.

Miranda FMD, Purim KSM, Sarquis LMM, Shwetz ACA, Delatorre LS, Saalfeld RM. Dermatoses ocupacionais registradas em sistema de notificação na região Sul do Brasil (2007 a 2016). Rev Bras Med Trab. 2018; 16(4):442-50.

Lima-Costa MF, Lima-Costa MF. Envelhecimento e saúde coletiva: Estudo Longitudinal da Saúde dos Idosos Brasileiros (ELSI-Brasil). Rev Saúde Pública. 2018; 52.

Miranda GMD, Mendes ACG, Silva ALA. Population aging in Brazil: current and future social challenges and consequences. Rev Bras Geriatr E Gerontol. 2016; 19(3):507-19.

Chavaglia SRR, Ohl RIB, Ferreira LA, Abdanur AF, Soares AS. Caracterização de pacientes com lesão cutânea em unidades de internação médica e cirúrgica. Rev Enferm UFPE Online. 2015; 9(1):183-92.

Peixoto CA, Ferreira MBG, Felix MMS, Pires PS, Barichello E, Barbosa MH, et al. Classificação de risco de desenvolvimento de lesões decorrentes do posicionamento cirúrgico. Rev Latino Am Enferm. 2019; 27.

Vieira CPB, Araújo TME, Vieira CPB, Araújo TME. Prevalência e fatores associados a feridas crônicas em idosos na atenção básica. Rev Esc Enferm USP. 2018; 52.

Fortes TML, Suffredini IB. Avaliação de pele em idoso: revisão da literatura. J Health Sci Inst. 2014; 32(1):94-101.

Locks MOH, Fernandez DLR, Amante LN, Hammerschmidt KSA, Sebold LF, Girondi JBR. Assistência de enfermagem segura e qualificada: avaliação do risco cirúrgico no cuidado perioperatório ao idoso. Cogitare Enferm. 2016; 21(3).

Gonçalves MAR, Cerejo MNR, Martins JCA. A influência da informação fornecida pelos enfermeiros sobre a ansiedade pré-operatória. Rev Enferm Referência. 2017; IV(14):17-26.

Carneiro GA, Leite RCBO. Lesões de pele no intra-operatório de cirurgia cardíaca: incidência e caracterização. Rev Esc Enferm USP. 2011; 45(3):611-6.

Bentlin AC, Grigoleto ARL, Avelar MCQ, Sundfeld MCK. Lesões de pele decorrentes do posicionamento cirúrgico no cliente idoso. Rev SOBECC. 2012; 17(2):8.

Ferretti-Rebustini REL, Balbinotti MAA, Jacob-Filho W, Rebustini F, Suemoto CK, Pasqualucci CAG, et al. Validity of the Katz Index to assess activities of daily living by informants in neuropathological studies. Rev Esc Enferm USP. 2015; 49(6):944-50.

Silva AK, Santos FG, Budel F, Haeffner LSB, Farenzena GJ, Beber AAC. Câncer de pele: demanda de um serviço de dermatologia de um hospital terciário. Saúde Santa Maria. 2012; 38(2):55-64.

Smaniotto PH de S, Dalli R, Carvalho VF de, Ferreira MC. Tratamento clínico das feridas - curativos. Rev Med. 2010; 89(3-4):137-41.

Pereira KG, Peres MA, Iop D, Boing AC, Boing AF, Aziz M, et al. Polifarmácia em idosos: um estudo de base populacional. Rev Bras Epidemiol. 2017; 20(2):335-44.

Pachá HHP, Faria JIL, Oliveira KA, Beccaria LM, Pachá HHP, Faria JIL, et al. Lesão por Pressão em Unidade de Terapia Intensiva: estudo de caso-controle. Rev Bras Enferm. 2018; 71(6):3027-34.

Aguiar ESS, Soares MJGO, Caliri MHL, Costa MML, Oliveira SHS. Avaliação da capacidade funcional de idosos associada ao risco de úlcera por pressão. Acta Paul Enferm. 2012; 25(SPE1):94-100.

Pereira EEB, Santos NB, Sarges ESNF. Avaliação da capacidade funcional do paciente oncogeriátrico hospitalizado. Rev Pan-Amaz Saúde. 2014; 5(4):37-44.

Duim E, Sá FHC, Duarte YAO, Oliveira RCB, Lebrão ML, Duim E, et al. Prevalence and characteristics of lesions in elderly people living in the community. Rev Esc Enferm USP. 2015; 49(SPE):51-7.

Coelho ND, Faustino AM, Cruz KCT, Santos CTB. Conhecimento de cuidadores acerca de lesões de pele em idosos. Cuid É Fundam. 2017; 9(1):247-52.


Visualizações do PDF:

3 views


Visualizações do Resumo:

4 views

Apontamentos

  • Não há apontamentos.
Copyright: ©-2014 Revista Recien - Revista Científica de Enfermagem. Todos os direitos reservados.
Tema: Mason Publishing Group. Customizado por: Articloud