Estratégias metodológicas utilizadas no ensino da saúde mental na graduação em enfermagem: revisão integrativa

John Victor dos Santos Silva, Thyara Maia Brandão, Alice Correia Barros, Amanda Cavalcante de Macêdo, Marcos André dos Santos, Ronildo Alves dos Santos

Resumo

Identificar na literatura as estratégias metodológicas utilizadas para o ensino da saúde mental na graduação em enfermagem. Trata-se de uma revisão integrativa da literatura, realizada nas bases de dados LILACS®, Scopus®, Web of Science® e CINAHL®, através de estratégia de busca com uso de DeCS e MeSH, sistematizado pelo fluxogramas de PRISMA®, com auxílio do software Rayyan®. Como métodos do ensino teórico são utilizados aulas expositivas, estudos de caso, dramatizações, seminários, tutorias, monitorias, oficinas, recursos audiovisuais, textuais e a interprofissionalidade. Como métodos do ensino prático são utilizados estágios curriculares, aulas práticas, viitas de campo e simulação clínica.  Diversas estratégias metodológicas vêm sendo utilizadas no ensino da saúde mental, proporcionando uma formação mais ativa para o aluno, sendo sempre associado o ensino teórico, que geralmente acontece em sala de aula, ao ensino prático, em diversos serviços de saúde e também nas dependências das instituições.

Descritores: Educação em Enfermagem, Aprendizagem, Ensino, Saúde Mental, Enfermagem Psiquiátrica.

 

Methodological strategies used in the teaching of mental health in undergraduate nursing: an integrative review

Abstract: To identify in the literature the methodological strategies used for teaching mental health in undergraduate nursing. Method: This is an integrative literature review, carried out in the LILACS®, Scopus®, Web of Science® and CINAHL® databases, through a search strategy using DeCS and MeSH descriptors, systematized by PRISMA flowcharts ®, with the help of Rayyan® software. As theoretical teaching methods, expository classes, case studies, dramatizations, seminars, tutorials, tutoring, workshops, audiovisual, textual resources and interprofessionality are used. As practical teaching methods, curricular internships, practical classes, field visits and clinical simulation are used. Several methodological strategies have been used in the teaching of mental health, providing a more active training for the student, always being associated with theoretical teaching, which usually happens in the classroom, with practical teaching, in several health services and also in institutions' facilities.

Descriptors: Education, Nursing, Learning, Teaching, Mental Health, Psychiatric Nursing.

 

Estrategias metodológicas utilizadas en la enseñanza de la salud mental en la carrera de enfermería: una revisión integradora

Resumen: Identificar en la literatura las estrategias metodológicas utilizadas para la enseñanza de la salud mental en la carrera de enfermería. Se trata de una revisión integrativa de la literatura, realizada en las bases de datos LILACS®, Scopus®, Web of Science® y CINAHL®, mediante una estrategia de búsqueda mediante descriptores DeCS y MeSH, sistematizada mediante diagramas de flujo PRISMA ®, con la ayuda del software Rayyan®. Como métodos de enseñanza teóricos se utilizan clases expositivas, estudios de casos, dramatizaciones, seminarios, tutorías, tutorías, talleres, recursos audiovisuales, textuales e interprofesionalidad. Como métodos de enseñanza práctica, se utilizan pasantías curriculares, clases prácticas, visitas de campo y simulación clínica. Se han utilizado diversas estrategias metodológicas en la enseñanza de la salud mental, proporcionando una formación más activa para el alumno, estando siempre asociada a la enseñanza teórica, lo que suele ocurrir en el aula, con la docencia práctica, en varios servicios de salud y también en instalaciones de las instituciones.

Descriptores: Educación en Enfermería, Aprendizaje, Enseñando, Salud Mental, Enfermería Psiquiátrica.

Texto completo:

PDF

Referências

Costa DAS, Silva RF, Lima VV, Ribeiro ECO. Diretrizes curriculares nacionais das profissões da Saúde 2001-2004: análise à luz das teorias de desenvolvimento curricular. Interface (Botucatu). 2018; 22(67):1183-1195.

Câmara Nacional De Educação (BR). Resolução CNE/CES nº 3. Institui Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Enfermagem. Brasília; 2001. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/CES03.pdf.

Garcia IM, Borges TAP, Pimentel RRS, Vannuchi MTO. Percepção do discente de enfermagem na construção do seu conhecimento no contexto da metodologia ativa. REAS. 2019; 11(2):e127.

Paiva MRF, Parente JRF, Brandão IR, Queiroz AHB. Metodologias ativas de ensino-aprendizagem: revisão integrativa. SANARE, Sobral. 2016; 15(2):145-153.

Olmos CEF, Rodrigues J, Lino MM, Lino MM, Fernandes JD et al. Ensino de Enfermagem Psiquiátrica e Saúde Mental face aos currículos brasileiros. Rev Bras Enferm. 2020; 73(2):e20180200.

Souza MT, Silva MD, Carvalho R. Revisão integrativa: o que é e como fazer. Einstein. 2010; 8(1):102-106.

Santos CMC, Pimenta CAM, Nobre MRC. A estratégia PICO para a construção da pergunta de pesquisa e busca de evidências. Rev Latino Am. Enferm. 2007; 15(3):508-511.

Moher D, Liberati A, Tetzlaff J, Altman DG, The PRISMA Group. Preferred Reporting Items for Systematic Reviews and Meta-Analyses: The PRISMA Statement. PLoS Med. 2009; 6(7): e1000097.

Melnyk BM, Fineout-Overholt E. Evidence-based practice in nursing & healthcare: a guide to best practice. 2. ed. Philadelphia: Wolters Kluwer Health/Lippincott Williams & Wilkins. 2011.

Assis AD, Silva PP, Claudino TX, Oliveira AGB. Grupo de familiares na prática de ensino de graduação em enfermagem. Rev Esc Enferm USP. 2010; 44(3):833-838.

Albuquerque VS, Campos JCL, Branco GG. Saúde mental em tela: o cinema mediando a aprendizagem no curso de enfermagem. Rev Enferm UFPE Online. 2011; 5(7):1639-1646.

Magnago C, Tavares CMM. O ensino de enfermagem psiquiátrica nas Universidades Públicas do Estado do Rio de Janeiro. Rev Eletr Enferm. 2012; 14(1):50-8.

Rodrigues J, Santos SMA, Spricigo JS. Ensino do cuidado de enfermagem em saúde mental através do discurso docente. Texto Contexto Enferm. 2012; 21(3):616-624.

Campos CJG, Sobral FR. Estratégia problematizadora: relato de experiência na disciplina processo de cuidar em enfermagem psiquiátrica. Rev Rene. 2013; 14(5):1041-9.

Machado DM, Göttems LBD, Pires MRGM. Aprendizagem em saúde mental por meio da produção videográfica: relato de experiência. Texto Contexto Enferm. 2013; 22(4):1205-1213.

Freitas KSF, Oliveira MFV, Lopes MMB, Garcia TE, Santos MS et al. Novas possibilidades para o ensino de enfermagem em saúde mental: uma experiência de monitoria. Rev Rene. 2014; 15(5):898-903.

Cortes JM, Kantorski LP, Barros S, Antonacci MH, Chiavagatti FG et al. Saberes e fazeres que integram o ensino de enfermagem psiquiátrica na perspectiva de enfermeiros docentes. Rev Portuguesa Enferm Saúde Mental. 2014; (12):34-42.

Tavares CMM, Gama LN, Souza MMT, Paiva LM, Silveira PG, et al. Competências específicas do enfermeiro de saúde mental enfatizadas no ensino de graduação em enfermagem. Rev Portuguesa Enferm Saúde Mental. 2016; (spe4):25-32.

Santos JE, Lino DCSF, Vasconcellos EA, Souza RC. Processos formativos da docência em saúde mental nas graduações de enfermagem e medicina. Rev Portuguesa Enferm Saúde Mental. 2016; (spe4):85-92.

Maia ABB, Barbosa AB, Silva MNP, Castelo Branco LMG, Leal MVS et al. Aplicação de psicoterapia de grupo em um CAPs III e hospital psiquiátrico: relato de experiência. Rev Enferm UFPE Online. 2017; 11(3):1315-1319.

Rodrigues J, Kempfer SS, Lenz JR, Oliveira SN. Influência das reformas curriculares no ensino de saúde mental em enfermagem: 1969 a 2014. Rev Gaúcha Enferm. 2017; 38(3):e67850.

Oliveira SN, Massaroli A, Martini JG, Rodrigues J. Da teoria à prática, operacionalizando a simulação clínica no ensino de enfermagem. Rev Bras Enferm. 2018; 71(Suppl4):1791-1798.

Rodrigues J, Lazzari DD, Martini JG, Testoni AK. Ensino da saúde mental em enfermagem na percepção de professores. Texto Contexto Enferm. 2019; 28:e20170012.

Nóbrega MPSS, Venzel CMM, Sales ES, Próspero AC. Ensino de enfermagem em saúde mental no Brasil: perspectivas para a atenção primária à saúde. Texto Contexto Enferm. 2020; 29:e20180441.

Silva JVS, Ribeiro MC. O docente de Enfermagem e sua percepção sobre as ações integrativas na Saúde e na formação interprofissional. Docência Ens Sup. 2018; 8(2):245-61.


Visualizações do PDF:

5 views


Visualizações do Resumo:

18 views

Apontamentos

  • Não há apontamentos.
Copyright: ©-2014 Revista Recien - Revista Científica de Enfermagem. Todos os direitos reservados.
Tema: Mason Publishing Group. Customizado por: Articloud