Integração da rede de serviços de saúde: uma revisão integrativa

Sheron Hellen da Silva Pimenta, Leiner Resende Rodrigues

Resumo

Este estudo possui como objetivo, identificar na literatura, o estado da arte atual sobre a rede de atenção à saúde (RAS), em nível nacional e internacional, e como ele está sendo construído nesses países. É uma revisão integrativa conduzida em seis etapas. A questão de pesquisa foi: Quais são as evidências científicas sobre a integração da rede de serviços de saúde, considerando o papel da enfermagem? Para a construção da questão de estudo usou-se a estratégia PICOS. Compuseram a amostra final desta revisão, 13 artigos e três categorias foram criadas: “Desafios e dificuldades na implementação da rede de atenção à saúde no cenário brasileiro”; “A RAS em outros países” e “Ações para a consolidação da rede de atenção à saúde no Brasil”. Esta revisão possibilitou observar que o tema é pouco discutido, pode ser devido a contemporaneidade do conceito de RAS.

Descritores: Serviços de Saúde, Enfermagem, Assistência Integral à Saúde.

 

Integration of the health services network: an integrative review

Abstract: This study aims to identify in the literature, the current state of the art on the health care network (HCN), nationally and internationally, and how it is being built in these countries. It is an integrative review conducted in six stages. The research question was: What is the scientific evidence on the integration of the health service network, considering the role of nursing? For the construction of the study question, the PICOS strategy was used. The final sample of this review comprised 13 articles and three categories were created: "Challenges and difficulties in implementing the HCN in the Brazilian scenario"; "The health care network in other countries" and "Actions for the consolidation of the HCN in Brazil". This review made it possible to observe that the topic is little discussed, it may be due to the very contemporary concept of the HCN.

Descriptors: Health Services, Nursing, Continuity of Patient Care.

 

Integración de la red de servicios de salud: una revisión integrativa

Resumen: Este estudio tiene como objetivo identificar en la literatura, el estado actual de la red de servicios de salud (RAS), a nivel nacional e internacional, y cómo se está construyendo en estos países. Es una revisión integradora realizada en seis etapas. La pregunta de investigación fue: ¿cuál es la evidencia científica sobre la integración de la red de servicios de salud, considerando el papel de la enfermería? Para la construcción de la pregunta de estudio, se utilizó la estrategia PICOS. La muestra final de esta revisión comprendió 13 artículos y se crearon tres categorías: "Desafíos y dificultades para implementar la RAS en el escenario brasileño"; "la RAS en otros países" y "Acciones para la consolidación de la RAS en Brasil". Esta revisión permitió observar que el tema es poco discutido, puede deberse al concepto muy contemporáneo de RAS.

Descriptores: Servicios de Salud, Enfermería, Atención Integral de Salud.

Texto completo:

PDF

Referências

Brasil. Ministério da Saúde. Portaria n.4.279, de 30 de dezembro de 2010. Estabelece Diretrizes para a Organização da Rede de Atenção em Saúde no âmbito do SUS. Brasília (DF). 2010.

Ferreira TLS, Souza AMG, Medeiros JSS, Andrade FB. Avaliação do atributo coordenação do cuidado em serviços de puericultura na atenção primária à saúde. Rev Ciência Plural. 2017; 3(1):98-107.

Evangelista MJO, Guimarães AMDN, Dourado EMR, Vale FLB, Lins MZS, Matos MAB, et al. O Planejamento e a construção das Redes de Atenção à Saúde no DF, Brasil. Ciência & Saúde Coletiva. 2019; 24(6):2115-24.

Weykamp JM, Siqueira HCH, Cecagno D, Medeiros AC, Paula SF, Pedroso VSM. Home Care Service and Health Care Networks / Serviço de Atenção Domiciliar e as Redes de Atenção à Saúde. Rev Pesq Cuid Fundam online. 2019; 11(5):1117.

Padilha A, Oliveira DC, Alves TA, Campos GWS, Padilha A, Oliveira DC, et al. Crise no Brasil e impactos na frágil governança regional e federativa da política de saúde. Ciência & Saúde Coletiva. 2019; 24(12):4509-18.

Casanova AO, Cruz MM, Giovanella L, Alves G dos R, Cardoso GCP. A implementação de redes de atenção e os desafios da governança regional em saúde na Amazônia Legal: uma análise do Projeto QualiSUS-Rede. Ciência & Saúde Coletiva. 2017; 22(4):1209-24.

Campos GWS. Regionalização é o futuro do SUS. Brasília: Região e Redes. 2014.

Moreira LMC, Ferré F, Andrade EIG. Financiamento, descentralização e regionalização: transferências federais e as redes de atenção em Minas Gerais, Brasil. Ciência & Saúde Coletiva. 2017; 22(4):1245-56.

Almeida PF de, Marin J, Casotti E. Estratégias para consolidação da coordenação do cuidado pela atenção básica. Trabalho, Educação e Saúde. 2017; 15(2):373-98.

Whittemore R, Knafl K. The integrative review: updated methodology. J Adv Nurs. 2005; 52(5):546-53.

Santos CMC, Pimenta CAM, Nobre MRC. A estratégia PICO para a construção da pergunta de pesquisa e busca de evidências. Rev Latino Am Enferm. 2007; 15(3):508-11.

Ursi ES, Gavão CM. Prevenção de lesões de pele no perioperatório: revisão integrativa da literatura. Rev Latino Am Enferm. 2006; 14(1):124-31.

Vargas I, Mogollón-Pérez AS, Unger J-P, Silva MRF, Paepe P, Vázquez ML. Regional-based Integrated Healthcare Network policy in Brazil: from formulation to practice. Health Policy Plan. 2015; 30(6):705-17.

Vázquez ML, Vargas I, Garcia-Subirats I, Unger J-P, Paepe P, Mogollón-Pérez AS, et al. Doctors’ experience of coordination across care levels and associated factors. A cross-sectional study in public healthcare networks of six Latin American countries. Social Science & Medicine. 2017; 182:10-9.

Dool CVD, Haenen A, Leenstra T, Wallinga J. The Role of Nursing Homes in the Spread of Antimicrobial Resistance Over the Healthcare Network. Infection Control & Hospital Epidemiology. 2016; 37(7):761-7.

Young S, Adamou M, Asherson P, Coghill D, Colley B, Gudjonsson G, et al. Recommendations for the transition of patients with ADHD from child to adult healthcare services: a consensus statement from the UK adult ADHD network. BMC Psychiatry. 2016; 16(1):301.

Weykamp JM, Siqueira HCH, Cecagno D. Modalidades de atendimento à domicilio do Sistema Único de Saúde (SUS) articuladas às Redes de Atenção à saúde. Eglobal. 2016; 15(3):480.

Xavier GTO, Nascimento VB, Carneiro Junior N. Atenção Domiciliar e sua contribuição para a construção das Redes de Atenção à Saúde sob a óptica de seus profissionais e de usuários idosos. Rev Bras Geriat Gerontol. 2019; 22(2).


Visualizações do PDF:

7 views


Visualizações do Resumo:

12 views

Apontamentos

  • Não há apontamentos.
Copyright: ©-2014 Revista Recien - Revista Científica de Enfermagem. Todos os direitos reservados.
Tema: Mason Publishing Group. Customizado por: Articloud