Descarte sanguíneo em sistema aberto de pressão arterial invasiva

Ana Paula Souza de Lima, Flávia Giron Camerini, Vanessa Galdino de Paula, Karla Biancha Silva de Andrade, Cintia Silva Fassarella

Resumo

Analisar o volume de solução a ser desprezado do cateter de pressão arterial invasiva a partir de quatro volumes mínimos para obtenção de amostra sanguínea com hemoconcentração eficaz para análise laboratorial. Estudo observacional transversal, com análise laboratorial, realizado em uma unidade de terapia intensiva no Estado do Rio de Janeiro. Os dados coletados foram armazenados no software Microsoft Excel® e analisados no SPSS Statistics®20.0, por análise estatística descritiva e de variância usando ANOVA e Tukey. Foram analisadas 157 amostra e percebeu-se que mesmo em comparações múltiplas não há diferença significativa entre os quatro volumes analisados, isto é, os volumes comparados não evidenciaram diferença dos resultados dos valores de hematócrito e hemoglobina. Concluiu-se que é possível recomendar o menor volume a ser desprezado do cateter de pressão arterial invasiva para uma amostra sanguínea eficaz, sendo este o volume de 1,5ml para cateteres arteriais radiais ou femorais.

Descritores: Monitorização Hemodinâmica, Coleta de Amostras Sanguíneas, Cuidados Críticos.

 

Blood disposal in an open invasive blood pressure system

Abstract: Analyze the volume of solution to be discarded from the invasive blood pressure catheter from four minimum volumes to obtain blood samples with effective hemoconcentration for laboratory analysis. Cross-sectional observational study, with laboratory analysis, carried out in an intensive care unit in the State of Rio de Janeiro. The collected data were stored in Microsoft Excel® software and analyzed using SPSS Statistics®20.0, using descriptive and variance statistical analysis using ANOVA and Tukey. 157 samples were analyzed and it was noticed that even in multiple comparisons there is no significant difference between the four volumes analyzed, that is, the volumes compared did not show any difference in the results of the hematocrit and hemoglobin values. It was concluded that it is possible to recommend the smallest volume to be discarded from the invasive blood pressure catheter for an effective blood sample, this being the volume of 1.5 ml for radial or femoral arterial catheters.

Descriptors: Hemodynamic Monitoring, Blood Specimen Collection, Critical Care.

 

Eliminación de sangre en un sistema abierto de presión arterial invasiva

Resumen: Analice el volumen de solución que se desechará del catéter invasivo de presión arterial a partir de cuatro volúmenes mínimos para obtener muestras de sangre con hemoconcentración efectiva para análisis de laboratorio. Estudio observacional transversal, con análisis de laboratorio, realizado en una unidad de cuidados intensivos en el estado de Río de Janeiro. Los datos recopilados se almacenaron en el software Microsoft Excel® y se analizaron usando SPSS Statistics®20.0, usando análisis estadísticos descriptivos y de varianza usando ANOVA y Tukey. Se analizaron 157 muestras y se observó que, incluso en comparaciones múltiples, no existe una diferencia significativa entre los cuatro volúmenes analizados, es decir, los volúmenes comparados no mostraron ninguna diferencia en los resultados de los valores de hematocrito y hemoglobina. Se concluyó que es posible recomendar que se descarte el volumen más pequeño del catéter invasivo de presión arterial para obtener una muestra de sangre efectiva, siendo este el volumen de 1,5 ml para catéteres arteriales radiales o femorales.

Descriptores: Monitorización Hemodinâmica, Recolección de Muestras de Sangre, Cuidados Críticos.

Texto completo:

PDF

Referências

Venturi V, Viana CP, Maia LFM, Basílio MJ, Oliveira AA, Sobrinho JC, Melo RSF. O papel do enfermeiro no manejo da monitorização hemodinâmica em unidade de terapia intensiva. Revista Recien. 2016; 6(17):19-23.

Knobel E. Monitorização hemodinâmica no paciente grave. 1ª ed. São Paulo: Atheneu. 2013.

Dias FS, Rezende EAC, Mendes CL, Silva Júnior JM, Sanches JL. Monitoramento hemodinâmico na unidade de terapia intensiva: uma perspectiva brasileira. Rev Bras Ter Intensiva. 2014; 26(4):360-366.

Silva PLN, Santos AGP, Rodrigues BG, Novi BR, Ramos DZ, Rocha PT. Aspectos epidemiológicos, clínicos e assistenciais da monitorização hemodinâmica invasiva: uma revisão bibliográfica. Journal of Management Primary Health Care. 2019; 10(1):1-10.

Fichbach FT, Dunning III MB. Manual de enfermagem: exames laboratoriais e diagnósticos. 9ª ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan. 2015.

Pereira PSL, Neto AMC, Moreira WC, Carvalho ARB, et al. Repercussões fisiológicas a partir de cuidados de enfermagem ao paciente em unidade de terapia intensiva. Revista Prevenção Infecção e Saúde. 2015; 1(3):55-66.

Rezer F, Guimarães HP, Guerra GM. Implantation of the invasive blood pressure catheter: an integrative review of the literature. Rev Pre Infec e Saúde. 2018; 4:7542.

Lopes MAAAM, Lemos S, Medeiros M, Medeiros HN, Moraes Júnior J, Augusto CM, et al. Comparação entre acesso radial com cateter único e acesso femoral em síndromes coronárias agudas. J Transcat Interven. 2020; 28:eA20190010.

MacIsaac CM, Presneill JJ, Boyce CA, Byron KL, Cade JF. The Influence of a Blood Conserving Device on Anaemia in Intensive Care Patients. Cuidados Intensivos Anaestés. 2003; 31(6):653-7.

Rezende E, Ferez MA, Silva Junior JM, Oliveira AMRR, Viana, RAPP, Mendes CL, et al. Utilização de sistema fechado para coleta de sangue e necessidade de transfusão em pacientes graves. Rev Bras Ter Intensiva. 2010; 22(1):5-10.

Brasil. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Medidas de Prevenção de Infecção Relacionada à Assistência à Saúde. Brasília: 2017.

Centers for Disease Control and Prevention. Central Line Associated Bloodstream Infection and Noncentral Line Associated Bloodstream Infection. CDC. 2018. Disponível em: .

Dias FS, Rezende E, Mendes CL, Silva JM, Sanches JL. Monitorização hemodinâmica em unidade de terapia intensiva: uma perspectiva do Brasil. Rev Bras Ter Intensiva. 2014; 26(4):360-6.

Soares MI, Camelo SHH, Resck ZMR, Terra FS. Saberes gerenciais do enfermeiro no contexto hospitalar. Rev Bras Enferm. 2016; 69(4):676-683.


Visualizações do PDF:

44 views


Visualizações do Resumo:

85 views

Apontamentos

  • Não há apontamentos.
Copyright: ©-2014 Revista Recien - Revista Científica de Enfermagem. Todos os direitos reservados.
Tema: Mason Publishing Group. Customizado por: Articloud