Implicações do uso das tecnologias da informação e comunicação no padrão de sono das crianças: uma revisão de scoping

Patrícia Alexandra Pascoal Valentim, Claúdia Mariana Julião Bacatum

Resumo

As Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) são parte integrante da vida cotidiana das crianças, contudo podem causar distúrbios ao nível do padrão de sono. Esta revisão de scoping, segundo a metodologia de Joanna Briggs Institute, pretende identificar as evidências científicas existentes, sobre as implicações do uso das TIC no padrão de sono das crianças. Foram identificadas 260 publicações, das quais 12 artigos foram analisados. Os estudos referem que as crianças que utilizam as TIC tendencialmente deitam-se mais tarde, necessitando de mais tempo para adormecer e acordam mais vezes durante a noite. Neste sentido, a qualidade e quantidade do sono, pode ser influenciado pelo modo de utilização das TIC. A evidência demonstra que a implementação de intervenções educativas, com foco na literacia em saúde, sendo esta uma área sensível aos cuidados de enfermagem, podem contribuir para a promoção de hábitos de sono saudáveis relacionado com o uso das TIC.

Descritores: Tecnologias da Informação e Comunicação, Padrão de Sono, Crianças.

 

Information and communications technologies implication on children's sleep patterns: a scoping review

Abstract: Information and Communication Technologies (ICT) are an integral part of children's daily lives, however they can cause disturbances in terms of sleep patterns. This scoping review, according to the methodology of the Joanna Briggs Institute, aims to identify the existing scientific evidence on the implications of the use of ICT on children's sleep patterns. Were identified 260 publications, of which 12 articles were analyzed. Studies report that children who use ICT tend to lie down later, needing more time to fall asleep and waking up more often during the night. In this sense, the quality and quantity of sleep can be influenced by the way in which ICT are used. The evidence shows that the implementation of educational interventions, focusing on health literacy, which is a sensitive area for nursing care, can contribute to the promotion of healthy sleep habits related to the use of ICT.

Descriptors: Information and Communication Technologies, Sleep Pattern, Children.

 

Implicaciones del uso de las tecnologías de la información y la comunicación en los patrones de sueño de los niños: una revisión de alcance

Resumen: Las Tecnologías de la Información y la Comunicación (TIC) son una parte integral de la vida cotidiana de los niños, sin embargo, pueden causar alteraciones en los patrones de sueño. Esta revisión de alcance, según la metodología del Instituto Joanna Briggs, tiene como objetivo identificar la evidencia científica existente sobre las implicaciones del uso de las TIC en los patrones de sueño de los niños. Se identificaron 260 publicaciones, de las cuales se analizaron 12 artículos. Los estudios informan que los niños que usan las TIC tienden a acostarse más tarde, necesitan más tiempo para conciliar el sueño y se despiertan con más frecuencia durante la noche. En este sentido, la calidad y cantidad del sueño puede verse influida por la forma en que se utilizan las TIC. La evidencia muestra que la implementación de intervenciones educativas, con foco en la alfabetización en salud, que es un área sensible para el cuidado de enfermería, puede contribuir a la promoción de hábitos de sueño saludables relacionados con el uso de las TIC.

Descriptores: Tecnologías de la Información y la Comunicación, Patrón del Sueño, Niños.

Texto completo:

PDF

Referências

Instituto Nacional de Estatística. Sociedade da informação e do conhecimento Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias. 2019.

Ministério da Saúde, Direção Geral da Saúde. Programa Nacional de Saúde Escolar. 2015; 19.

Pontes H, Andreassen C, Griffiths M. Portuguese Validation of the Bergen Facebook Addiction Scale: an Empirical Study. Int J Ment Health Addiction. Portugal. 2016.

Renau M, Fernandez A, Valls M, Maldonado A, Urdiales D. The Effect os sleep quality on academic performance is mediated by Internet use time: DADOS study. 2018; (4)95:410-418.

Peters MDJ, Godfrey C, McInerney P, Munn Z, Tricco AC, Khalil, H. Chapter 11: Scoping Reviews (2020 version). In: Aromataris E, Munn Z (Editors). JBI Manual for Evidence Synthesis. JBI. 2020.

Moher D, Liberati A, Tetzalaff J, Altman DG. The PRISMA Group (2009). Preferred Reporting Items for Systematic Reviews and Meta-Analyses: The PRISMA Statement. Annals of Internal Medicine. 2009; 151:264-269.

Grover K, Pecor K, Malkowski M. & Ming X. Effects of instant messaging on school performance in adolescents. J. Child Neurol. 2016; 31(7):850-857.

Hisler G, Twenge J, Krizan Z. Associations between screen time and short sleep duration among adolescents varies by media type: evidence from a cohort study. Sleep Medicine. 2019; (66):92-102.

Hysing M, Pallesen S, Stormark KM, Jakobsen R, Lundervold AJ, Sivertsen B. Sleep and use of electronic devices in adolescence: results from a large population-based study. BMJ Open 5. 2017.

Koças F, Sasmaz T. Internet addiction increases poor sleep quality among high school students. Turk J Public Health. 2018; (3)16.

Lissak G. Adverse physiological and psychological effects of screen time on children and adolescents: Literature review and case study. Environmental Research. 2018; (164):149-157.

Ponte C, Batista S. EU Kids Online Portugal. Usos, competências, riscos e mediações da internet reportados por crianças e jovens (9 -17 anos). EU Kids Online e NOVA FCSH. 2019.

Rangel M, Baptista C, Pitta M, Anjo S, Leite A. Qualidade do sono e prevalência das perturbações do sono em crianças saudáveis em Gaia: um estudo transversal. Rev Port Clini Geral. 2015; 31:256-264.

Silva FM. Hábitos e Problemas do Sono das Crianças dos 2 aos 10 anos. Dissertação de candidatura ao grau de Doutor em Medicina, especialidade de Pediatria, Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Nova de Lisboa, Lisboa. 2014.

Estevão H, Vasconcelos A, Prior C, Loureiro H, Ferreira R, Paiva T. Recomendações SPS-SPP: prática da sesta da criança nas creches e infantários, públicos ou privados. 2017.


Visualizações do PDF:

38 views


Visualizações do Resumo:

102 views

Apontamentos

  • Não há apontamentos.
Copyright: ©-2014 Revista Recien - Revista Científica de Enfermagem. Todos os direitos reservados.
Tema: Mason Publishing Group. Customizado por: Articloud