Atuação da equipe multiprofissional na assistência especializada em HIV/AIDS

Caroline Monte Caldas, Amuzza Aylla Pereira dos Santos, Maraysa Jéssyca de Oliveira Vieira, José Augustinho Mendes Santos, Deborah Moura Novaes Acioli, André Veras Costa

Resumo

A assistência às pessoas vivendo com Vírus da Imunodeficiência Humana/Síndrome da Imunodeficiência Adquirida sugere investimentos na prática interdisciplinar, substituindo a concepção fragmentária pela compreensão integral da saúde. Assim, objetivou-se conhecer a percepção das pessoas que vivem com síndrome da imunodeficiência adquirida sobre a assistência recebida pela equipe multiprofissional na perspectiva da integralidade da atenção. Trata-se de um estudo qualitativo, exploratório, fundamentado na teoria da integralidade em saúde. Participaram da pesquisa 18 pessoas que vivem com síndrome da imunodeficiência adquirida acompanhadas no serviço de assistência especializada. Os dados foram coletados mediante entrevista semiestruturada, e submetidos à análise de conteúdo segundo Bardin. Emergiram as categorias: “Percepção da assistência à saúde como modo de acolher o usuário”, “Percepção da assistência às necessidades de saúde como garantia de acesso a procedimentos e serviços” e “A assistência à saúde centrada na figura de um único profissional”. Constatou-se que a assistência da equipe multiprofissional é pouco perceptível pelos usuários, que reconhecem apenas um profissional como responsável pelo cuidado.

Descritores: Infecções por HIV, Assistência à Saúde, Equipe de Assistência ao Paciente, Integralidade em Saúde.

 

Performance of the multiprofessional team in specialized care in HIV/AIDS

Abstract: Assistance to people living with HIV/AIDS suggests investments in interdisciplinary practice, replacing the fragmentary conception with a comprehensive understanding of health. Thus, the objective was to know the perception of people living with HIV/AIDS on the assistance received by the multidisciplinary team in the perspective of comprehensive care. It is a qualitative, exploratory study, based on the theory of integrality in health. The study included 18 people living with HIV/AIDS accompanied by the specialized assistance service. Data were collected through semi-structured interviews, and submitted to content analysis according to Bardin. The categories emerged: “Perception of health care as a way of welcoming the user”, “Perception of assistance to health needs as a guarantee of access to procedures and services” and “Health care centered on the figure of a single professional”. It was found that the assistance of the multidisciplinary team is barely noticeable by users, who recognize only one professional as responsible for care.

Descriptors: HIV Infections, Delivery of Health Care, Patient Care Team, Integrality in Health.

 

Desempeño del equipo multiprofesional en atención especializada en VIH/SIDA

Resumen: La asistencia a las personas que viven con el VIH/SIDA sugiere inversiones en la práctica interdisciplinaria, reemplazando el concepto fragmentario con una comprensión integral de la salud. Por lo tanto, el objetivo era conocer la percepción de las personas que viven con el VIH/SIDA sobre la asistencia recibida por el equipo multidisciplinario en la perspectiva de la atención integral. Este es un estudio cualitativo, exploratorio, basado en la teoría de la integralidad en salud. El estudio incluyó a 18 personas que viven con VIH/SIDA acompañadas por el servicio de asistencia especializada. Los datos se recopilaron a través de entrevistas semiestructuradas y se sometieron a análisis de contenido según Bardin. Surgieron las categorías: “Percepción de la atención médica como una forma de acoger al usuario”, “Percepción de la asistencia a las necesidades de salud como garantía de acceso a procedimientos y servicios” y “Atención médica centrada en la figura de un solo profesional”. Se descubrió que la asistencia del equipo multidisciplinario apenas se nota por los usuarios, que reconocen a un solo profesional como responsable de la atención.

Descriptores: Infecciones por VIH, Prestación de Atención de Salud, Grupo de Atención al Paciente, Integralidad en Salud.

Texto completo:

PDF

Referências

Silva JMB, Nóbrega VKM, Enders BC, Miranda FAN. O cuidado da equipe multiprofissional ao portador de HIV/AIDS. Revista Baiana de Enfermagem. 2011; 25:195-202.

Meirelles BHS, Silva DMGVD, Vieira FMA, Souza SDSD, Coelho IZ, Batista R. Percepções da qualidade de vida de pessoas com HIV/AIDS. Rev Rene. 2010; 11(3):68-76. Disponível em: .

Nemes MIB, Castanheira ERLC, Melchior R, Alves MTSB, Basso CR. Avaliação da qualidade da assistência no programa de AIDS: questões para investigação em serviços de saúde no Brasil. Cad Saúde Pública. 2004; 20(2):310-21.

Ministério da Saúde (BR). Boletim Epidemiológico HIV/AIDS 2017. Brasília: Secretaria de Vigilância em Saúde, Ano V, (1):3-57, 2017. Disponível em: .

Silva CGS. Serviço de assistência especializada (SAE): uma experiência profissional. Psicol Ciênc Prof. 2007; 27(1):156-163.

Vargens OMC, Santos SD, Rangel TSA. Atenção à mulher com soropositividade para o HIV: uma análise na perspectiva da integralidade. Ciênc Cuid Saúde. 2010; 9(1):137-143.

Carvalho CML, Braga VAB, Silva MJ, Galvão MTG. Assistência à saúde da mulher portadora de HIV/AIDS no Brasil: refletindo sobre as políticas públicas. Rev Rene. 2008; 9(3):125-134.

Borges MJL, Sampaio AS, Gurgel IGD. Trabalho em equipe e interdisciplinaridade: desafios para efetivação da integralidade na assistência ambulatorial às pessoas vivendo com HIV/AIDS em Pernambuco. Ciência Saúde Coletiva. 2012; 17(1):147-156.

Cheade MFM, Frota OP, Loureiro MDR, Quintanilha ACF. Residência Multiprofissional em Saúde: A busca pela integralidade. Cogitare Enferm. 2013; 18(3):592-595.

Figueiredo LA, Lopes LM, Magnabosco GT, Andrade RLP, Faria MF, Goulart VC, et al. Oferta de ações e serviços de saúde para o manejo do HIV/AIDS, sob a perspectiva dos usuários. Rev Esc Enferm USP. 2014; 48(6):1026-1034.

Lima ICV, Galvão MTG, Paiva SS, Brito DMS. Ações de promoção da saúde em serviço de assistência ambulatorial especializada em HIV/AIDS. Ciênc Cuid Saúde. 2011; 10(3):556-563.

Santos EI, Gomes AMT, Oliveira DC, Santo CCE, Felipe ICV, Lima RS. O princípio da integralidade no contexto do HIV/AIDS: uma revisão integrativa. Rev Pesq Cuid Fundam. 2010; 2(4):1387-1398.

Bardin L. Análise de conteúdo. Lisboa (PT): Edições 70; 2011.

Falk MLR, Falk JW, Oliveira FA, Motta MS. Acolhimento como dispositivo de humanização: percepção do usuário e do trabalhador em saúde. Rev APS. 2010; 13(1):4-9. Disponível em: .

Araújo MAL, Andrade RFV, Melo SP. O acolhimento como estratégia de atenção qualificada: percepção de gestantes com HIV/AIDS em Fortaleza, Ceará. Rev Baiana Saúde Pública. 2011; 35(3):710-721.

Penna CMM, Faria RSR, Rezende GP. Acolhimento: triagem ou estratégia para universalidade do acesso na atenção à saúde? Rev Min Enferm. 2014; 18(4):815-822.

Ferreira DC, Silva GA. Caminhos do cuidado - itinerários de pessoas que convivem com HIV. Ciênc Saúde Coletiva. 2012; 17(11):3087-3098.

Pedrosa NL, Santos VF, Paiva SS, Galvão MTG, Almeida RLF, Kerr LRFS. Assistência especializada para pessoas com AIDS no estado do Ceará, Brasil. Rev Saúde Pública. 2015; 49(77):1-8.

Reis RK, Santos CB, Dantas RAS, Gir E. Qualidade de vida, aspectos sociodemográficos e de sexualidade de pessoas vivendo com HIV/AIDS. Texto Contexto Enferm. 2011; 20(3): 565-575.

Macedo CA, Teixeira ER, Daher DV. Possibilidades e limites do acolhimento na percepção dos usuários. Rev. Enferm. UERJ. 2011; 19(3):457-462.

Silva JMB, Nóbrega VKM, Enders BC, Miranda FAN. O cuidado da equipe multiprofissional ao portador do HIV/AIDS. Rev Baiana Enferm. 2011; 25(2):195-202.

Macedo SM, Miranda KCL, Silveira LC, Gomes AMT. Cuidado de enfermagem em serviço ambulatorial especializado em HIV/AIDS. Rev Bras Enferm. 2016; 69(3):515-521.

Tavares TRP, Melo LP. “A gente vive em cima da corda bamba: experiência de profissionais da saúde que trabalham com HIV/AIDS em uma área remota do nordeste brasileiro. Cad Saúde Pública. 2018; 34(11):1-11.


Visualizações do PDF:

75 views


Visualizações do Resumo:

158 views

Apontamentos

  • Não há apontamentos.
Copyright: ©-2014 Revista Recien - Revista Científica de Enfermagem. Todos os direitos reservados.
Tema: Mason Publishing Group. Customizado por: Articloud