Processo de trabalho da enfermeira na atenção à saúde da gestante

Caroline de Paula do Nascimento, Juliana Alves Leite Leal

Resumo

Estudo qualitativo desenvolvida em unidades de saúde da família de Feira de Santana-Bahia com objetivo de analisar o trabalho da enfermeira na atenção à saúde da mulher gestante para alcance da resolubilidade, descrever como ocorre o processo de trabalho das enfermeiras voltado às mulheres gestantes nestas unidades, e identificar facilidades/avanços, dificuldades/dilemas para o alcance da resolubilidade na atenção à saúde da gestante. Participaram enfermeiras e mulheres gestantes ou puérperas que utilizaram essas unidades no período gestacional para atenção à saúde. Para coleta de dados utilizou-se entrevista semi-estruturada e o método de análise foi a análise de conteúdo. Observa-se reconhecimento quanto as atividades da enfermeira. Entre as próprias enfermeiras, identificam que desenvolvem ações assistenciais e gerenciais. As enfermeiras organizam o serviço garantindo acesso às consultas à serviços demandados pela gestante na própria unidade. As gestantes mostraram-se satisfeitas com a assistência, com acolhimento e criação do vínculo, como dispositivos do cuidado.

Descritores: Trabalho, Enfermeira, Atenção à Saúde, Gravidez.

 

Work process of nurses in the care of pregnant women

Abstract: Qualitative study developed in family health units in Feira de Santana-Bahia with the objective of analyzing the work of nurses in the care of pregnant women to achieve resolution, describing how the work process of nurses aimed at pregnant women in these units occurs and to identify facilities/advances, difficulties/dilemmas for the attainment of resolvability in the health care of pregnant women. Participating nurses and pregnant or postpartum women who used these units during pregnancy for health care. For data collection we used semi-structured interviews and the analysis method was content analysis. There is recognition regarding the nurse's activities. Among the nurses themselves, they identify that they develop care and management actions. The nurses organize the service ensuring access to consultations to services demanded by the pregnant woman in the unit itself. The pregnant women were satisfied with the care, with welcoming and bonding, as care devices.

Descriptors: Work, Nurse, Health Care, Pregnancy.

 

Proceso de trabajo de las enfermeras en el cuidado de mujeres embarazadas

Resumen: Estudio cualitativo realizado en unidades de salud familiar en Feira de Santana-Bahía con el objetivo de analizar el trabajo de las enfermeras en el cuidado de mujeres embarazadas para lograr una resolución, describiendo cómo se produce el proceso de trabajo de las enfermeras centradas en las mujeres embarazadas en estas unidades y identificar instalaciones/avances, dificultades/dilemas para lograr la resolubilidad en el cuidado de la salud de las mujeres embarazadas. Enfermeras participantes y mujeres embarazadas o madres que usaron estas unidades durante el embarazo para recibir atención a la salud. Para la recolección de datos, utilizamos entrevistas semiestructuradas y el método de análisis fue el análisis de contenido. Hay reconocimiento con respecto a las actividades de la enfermera. Entre las propias enfermeras, identifican que desarrollan acciones de atención y gestión. Las enfermeras organizan el servicio asegurando el acceso a consultas a los servicios que demanda la mujer embarazada en la propia unidad. Las mujeres embarazadas estaban satisfechas con la atención, con la bienvenida y la vinculación, como dispositivos de atención.

Descriptores: Trabajo, Enfermeíra, Atencíon a la Salud, Embarazo.

Texto completo:

PDF

Referências

Coelho EAC, Silva CTO, Oliveira JF, Almeida MS. Integralidade do cuidado à saúde da mulher: limites da prática profissional. Esc Anna Nery. 2009; 13(1):154-160.

Brasil. Ministério da Saúde. Assistência Pré -Natal. Secretaria de Políticas de Saúde, Manual Técnico, 3ª edição. 66p. 2000.

Neme B. Obstetrícia básica. São Paulo: Sarvier, 2ª edição; p. 118 a 120, 2000.

Rodrigues EM, Nascimento RG, Araújo A. Protocolo na assistência pré-natal: ações, facilidades e dificuldades dos enfermeiros da Estratégia de Saúde da Família. Rev Esc Enferm USP. 2011; 45(5):1041-1047.

Ayres JRCM. Organização das ações de atenção à saúde: modelos e práticas. Saúde Sociedade. 2009; 18(2):11-23.

Turrini RNT, Lebrão ML, Cesar CLG. Resolutividade dos serviços de saúde por inquérito domiciliar: percepção do usuário. Cad. Saúde Pública. 2008; 24(3):663-674.

Minayo MCS. O desafio do conhecimento: Pesquisa qualitativa em saúde. 12. ed. São Paulo: Hucitec/Abrasco, 2010.

Brasil. Ministério da Saúde. Conselho Nacional de Saúde. Resolução n. 466, de 12 de dezembro de 2012. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 12 dez. 2012. Disponível em: . Acesso em 13 ago 2018.

Brasil. Ministério da Saúde. Conselho Nacional de Saúde. Resolução nº 510, de 7 de abril de 2016. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 24 maio 2016. Seção 1. p. 44-46. Disponível em: . Acesso em 13 ago 2018.

Leal JAL, Melo CMM. Processo de trabalho da enfermeira em diferentes países: uma revisão integrative. Rev Bras Enferm. 2018; 71(2):413-423.

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Ações Programáticas e Estratégicas. Área técnica de Saúde da Mulher. Pré-natal e puerpério: Atenção humanizada e qualificada, Manual Técnico. Brasília, DF: Ministério da Saúde. 2006.

Brasil. Ministério da Saúde. Protocolos de Atenção Básica: Saúde das mulheres. Instituto Sírio Libanês de Ensino e Pesquisa. Brasília. 2016.

Narchi ZN. Atenção pré-natal por enfermeiros na Zona Leste da cidade de São Paulo - Brasil. Rev Esc Enferm. 2010; 44(2).

Landerdahl MC, Ressel LB, Martins FB, Cabral FB, Gonçalves MO. A percepção de mulheres sobre atenção pré-natal em uma unidade básica de saúde. Esc Anna Nery. 2007; 11(1):105-111.

Guerreiro EM, Rodrigues DP; Silveira, MAM, Lucena NBF. O cuidado pré-natal na Atenção Básica de saúde sob o olhar de gestantes e enfermeiros. Rev Min Enferm, 2012; 16(3):315-323.


Visualizações do PDF:

9 views


Visualizações do Resumo:

17 views

Apontamentos

  • Não há apontamentos.
Copyright: ©-2014 Revista Recien - Revista Científica de Enfermagem. Todos os direitos reservados.
Tema: Mason Publishing Group. Customizado por: Articloud