Fragilidades e fortalezas da assistência à saúde do homem na atenção primária à saúde

Angélica Cristina Silveira Marques, Adriani Izabel de Souza Moraes, Sílvia Carla da Silva André Uehara

Resumo

O processo de adoecimento dos homens vem sendo determinado pelo seu comportamento na sociedade e como expressam suas crenças de masculinidade. O objetivo deste trabalho foi identificar as ações realizadas pelos enfermeiros da Atenção Primária à Saúde (APS) direcionadas à promoção da saúde do homem. Trata-se de uma pesquisa descritiva, exploratória e de abordagem quantitativa. A pesquisa foi realizada com 29 enfermeiros de serviços da APS do município de São Carlos-SP. Os dados foram coletados por meio de uma entrevista, utilizando um instrumento validado. Os dados foram analisados por meio da estatística descritiva. A pesquisa foi aprovada pelo Comitê de Ética em Pesquisa. Os resultados mostram que 65,5% (19) dos enfermeiros referiram não ter recebido capacitação sobre a saúde do homem. Quanto aos fatores facilitadores do acesso dos homens nos serviços de saúde, destacam-se que 19% (11) das respostas incluíram o vínculo estabelecido entre os profissionais e usuários; e, como agentes dificultadores, em 35,1% (19) das respostas foi ressaltada a cultura do homem. Para uma maior efetividade da assistência à saúde do homem, torna-se necessário a sensibilização de profissionais e gestores de saúde na busca de estratégias para facilitar o acesso da população masculina aos serviços de saúde.

Descritores: Saúde do Homem, Atenção Primária à Saúde, Enfermagem.

 

Fragilities and strengths of man's health care in primary health care

Abstract: The illness process of men has been determined by their behavior in society and how they express their beliefs about masculinity. The objective of this study was to identify the actions performed by nurses of Primary Health Care (PHC) directed to the promotion of men's health. It is descriptive, exploratory, and quantitative approach research. The research was conducted with 29 nurses from the PHC services of the city of São Carlos-SP. Data were collected through an interview using an instrument validated. Data were analyzed using descriptive statistics. Still, data collection began after approval by the Research Ethics Committee. The results show that 65.5% (19) of the nurses reported not having received training on men's health. Regarding factors that facilitate men's access to health services, it is noteworthy that 19% (11) of the answers included the bond established between professionals and users; and, as hindering agents, 35.1% (19) of the answers highlighted men's culture. Thus, for greater effectiveness of men's health care, health professionals and managers need to be sensitized in the search for strategies to facilitate the male population's access to health services.

Descriptors: Men's Health, Primary Health Care, Nursing.

 

Fragilidades y fortalezas de la atención médica del hombre en la atención primaria de salud

Resumen: El proceso de enfermedad de los hombres ha sido determinado por su comportamiento en la sociedad y cómo expresan sus creencias sobre la masculinidad. El objetivo de este estudio fue identificar las acciones realizadas por las enfermeras de Atención Primaria de Salud (APS) dirigidas a la promoción de la salud de los hombres. Es una investigación de enfoque descriptivo, exploratorio y cuantitativo. La investigación se realizó con 29 enfermeras de los servicios de APS de la ciudad de São Carlos-SP. Los datos fueron recolectados a través de una entrevista utilizando un instrumento validado. Los datos se analizaron mediante estadística descriptiva. Aún así, la recopilación de datos comenzó después de la aprobación del Comité de Ética en Investigación. Los resultados muestran que el 65.5% (19) de las enfermeras informaron no haber recibido capacitación sobre la salud de los hombres. En cuanto a los factores que facilitan el acceso de los hombres a los servicios de salud, cabe destacar que el 19% (11) de las respuestas incluyeron el vínculo establecido entre profesionales y usuarios; y, como agentes obstaculizadores, el 35,1% (19) de las respuestas destacaron la cultura de los hombres. Por lo tanto, para una mayor efectividad de la atención médica de los hombres, los profesionales de la salud y los gerentes deben ser sensibilizados en la búsqueda de estrategias para facilitar El acceso de la población masculina a los servicios de salud.

Descriptores: Salud del Hombre, Atención Primaria de Salud, Nursing.

Texto completo:

PDF

Referências

Silva AN, Silva SA, Silva ARV, Araújo TME, Rebouças CBA, Nogueira LT. Primary care assessment from a male population perspective. Rev Bras Enferm. 2018; 71(2):236-243.

Albuquerque GA, Leite MF, Belém JM, Nunes JFC, Oliveira MA, Adami F. O homem na atenção básica: percepções de enfermeiros sobre as implicações do gênero na saúde. Esc Anna Nery Rev Enferm. 2014; 18(4).

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. Política Nacional de Atenção Integral à Saúde do Homem. Brasília. 2009.

Trilico MLC, Oliveira GR, Kijimura MY, Pirolo SM. Discursos masculinos sobre prevenção e promoção da saúde do homem. Trab Educ Saúde. 13(2):381-395.

Courtenay WH. Constructions of masculinity and their influence on men’s well-being: a theory of gender and health. Social Science Medicine. 2000; 50(10):1385-1401.

Goldenberg SL. Status of men's health in Canada. Can Urol Assoc J. 2014; 8(7-8):S142-S144.

Moura EC et al. Atenção à saúde dos homens no âmbito da Estratégia Saúde da Família. Ciênc Saúde Coletiva. 2014; 19(2):429-438.

Miranda SVC, Oliveira PSD, Moraes VCM, Vasconcellos LCF. Necessidades e reivindicações de homens trabalhadores rurais frente à atenção primária à saúde. Trab Educ Saúde. 18(1):e0022858.

Araújo MG, Lima GAF, Holanda CSM, Carvalho JBL, Sales LKO. Opinião de profissionais sobre a efetivação da política nacional de atenção integração a saúde do homem. Esc Anna Nery Rev Enferm. 2014; 18(4).

Carneiro LMR, Santos MPA, Macena RHM. Atenção integral à saúde do homem: um desafio na atenção básica. Rev Bras Promoç Saúde. 2016; 29(4):554-563.

Moreira RLSF, Fontes WD, Barboza TM. Dificuldades de inserção do homem na atenção básica a saúde: a fala dos enfermeiros. Esc Anna Nery Rev Enferm. 2014; 18(4).

Bertolini DNP, Simonetti JP. O gênero masculino e os cuidados de saúde: a experiência de homens de um centro de saúde. Esc Anna Nery. 2014; 18(4):722-727.

Castro CO. Ação do enfermeiro no atendimento a necessidades de saúde do homem na estratégia saúde da família. Rio de Janeiro. Tese [Dissertação de Mestrado]. Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. UNIRIO. 2012.

Alves BMS, Araújo CJS, Almeida SLS, Guimarães ALS. Atuação do enfermeiro da Atenção Básica diante das dificuldades para a implementação da Política de Saúde do Homem. Rev Enferm UFPE online. 2017; 11(Supl. 12):5391-401.

Carneiro VSM, Adjuto RNP, Alves KAP. Saúde do homem: identificação e análise dos fatores relacionados à procura, ou não, dos serviços de atenção primária. Arq Cienc Saúde UNIPAR. 2019; 23(1):35-40.

Pereira MCA, Barros JPP. Públicos masculinos na estratégia de saúde da família: estudo qualitativo em Parnaíba-PI. Psicol Socied. 27(3):587-598.

Ganassin GS, Arruda GO, Barreto MS, Oliveira MLF, Marcon SS. Men’s perceptions on educational intervention participation at workplace. Rev Bras Enferm. 2019; 72(4):880-888.

Moreira, MCN, Gomes, R, Ribeiro CR. E agora o homem vem?! Estratégias de atenção à saúde dos homens. Cad Saúde Pública. 2016; 32(4).

Ribeiro CR, Gomes R, Moreira MCN. Encontros e desencontros entre a saúde do homem, a promoção da paternidade participativa e a saúde sexual e reprodutiva na atenção básica. Physis. 2017; 27(1):41-60.

Medeiros, RLSF. Dificuldades e estratégias de inserção do homem na atenção básica à saúde: a fala dos enfermeiros. 2013. 73f. Dissertação (Mestrado em Enfermagem). Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 2013.

Coelho SFC, MELO RA. Assistência ao Homem na Estratégia Saúde da Família. Id on Line Rev. Mult. Psic. 2018; 12(41):485-508.


Visualizações do PDF:

7 views


Visualizações do Resumo:

15 views

Apontamentos

  • Não há apontamentos.
Copyright: ©-2014 Revista Recien - Revista Científica de Enfermagem. Todos os direitos reservados.
Tema: Mason Publishing Group. Customizado por: Articloud