Aleitamento materno do prematuro em um hospital amigo da criança

Gabriele Marques da Cunha, Fernanda Araujo Rodrigues, Silvani Herber

Resumo

O objetivo foi descrever as experiências maternas relacionadas ao aleitamento materno de prematuros em uma unidade neonatal de um Hospital Amigo da Criança. Trata-se de um estudo qualitativo exploratório-descritivo, realizado em 2015. Participaram da pesquisa seis mães de prematuros hospitalizados em um Hospital Amigo da Criança. A coleta das informações foi realizada por meio de entrevista semiestruturada. Empregou-se a análise de conteúdo do tipo temática. Emergiram três categorias temáticas: Dificuldades enfrentadas durante o processo de aleitamento materno; Rotina de ordenha no banco de leite humano e Sentimentos relacionados ao aleitamento materno do filho prematuro. Conclui-se que, neste cenário, as mães vivenciaram dificuldades, tais como as condições clínicas do bebê e sentimentos de estresse e ansiedade. No entanto, sentiram satisfação em poder amamentar seus filhos prematuros e auxiliar na recuperação. Ainda foi possível identificar a importância da atuação da equipe de saúde nesse processo. 

Descritores: Aleitamento Materno, Recém-Nascido Prematuro, Enfermagem Neonatal.

 

Breastfeeding of premature infant in a baby-friendly hospital

Abstract: The objective was to describe maternal experiences related to breastfeeding of premature infants in a neonatal unit of a baby-friendly hospital. This is a qualitative exploratory-descriptive study conducted in 2015. Six mothers of premature infants hospitalized in a baby-friendly hospital participated in the research. Information was collected through semi-structured interviews. Thematic content analysis was used. Three thematic categories emerged: Difficulties faced during the breastfeeding process; Human milk bank milking routine and Feelings related to breastfeeding of a premature child. It is concluded that, in this scenario, mothers experienced difficulties, such as the baby's clinical conditions and feelings of stress and anxiety. However, they were pleased to be able to breastfeed their premature children and assist in recovery. It was also possible to identify the importance of health team performance in this process.

Descriptors: Breast Feeding, Infant, Premature, Neonatal Nursing.

 

Lactancia materna del prematuro en un hospital amigo del niño

Resumen: El objetivo fue describir las experiencias maternas relacionadas con la lactancia materna de bebés prematuros en una unidad neonatal de un Hospital Amigo del Niño. Este es un estudio cualitativo exploratorio descriptivo realizado en 2015. Seis madres de bebés prematuros hospitalizados en un Hospital Amigo del Niño participaron en la investigación. La información se recopiló a través de entrevistas semiestructuradas. Se utilizó el análisis de contenido temático. Surgieron tres categorías temáticas: dificultades enfrentadas durante el proceso de lactancia materna; Rutina de ordeño del banco de leche humana y sentimientos relacionados con la lactancia materna en niños prematuros. Se concluye que, en este escenario, las madres experimentaron dificultades, como las condiciones clínicas del bebé y los sentimientos de estrés y ansiedad. Sin embargo, estaban contentas de poder amamantar a sus hijos prematuros y ayudarlos en la recuperación. También fue posible identificar la importancia del desempeño del equipo de salud en este proceso.

Descriptores: Lactancia Materna, Recien Nacido Prematuro, Enfermería Neonatal.

Texto completo:

PDF

Referências

Brasil. Ministério da Saúde. Atenção à saúde do recém-nascido: guia para profissionais de saúde/Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Ações Programáticas e Estratégicas. Brasília: Ministério da Saúde, V1, 2014. Disponível em: . Acesso em 10 abr 2019.

Gila-Diaz A, Arribas SM, Algara A, Martín-Cabrejas, López MA P, Sáenz PM, et al. A Review of Bioactive Factors in Human Breast Milk: A Focus on Prematurity. Basel: Nutrients. 2019; 11(6):1307.

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. Área Técnica de Saúde da Criança e Aleitamento Materno Iniciativa Hospital Amigo da Criança. Brasília DF: [s.n.], 201. 19 p. Disponível em: . Acesso em 05 set 2019.

Brasil. Ministério da Saúde. Atenção humanizada ao recém-nascido de baixo peso-método canguru manual técnico, 3°ed, Brasília, Ministério da saúde, 2017. Disponível em: . Acesso em 05 set 2019.

Tamez RN. Enfermagem na UTI Neonatal: assistência ao recém-nascido de alto risco. 6ª ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan. 2017.

Pereira LB, Abrão ACF, Ohara CVS, Ribeiro, C.V. Vivências maternas frente às peculiaridades da prematuridade que dificultam a amamentação. Florianópolis: Texto Contexto Enferm. 2015; 24(1): 55-63.

Minayo MCS. O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. 14ª ed. São Paulo: Hucitec. 2014.

Brasil. Conselho Nacional de Saúde. Resolução no 466, de 12 de dezembro de 2012. Diário Oficial da União, Poder Executivo, Brasília, DF, 13 jun. 2013. Seção 1, n. 112, p. 59-62. Disponível em: . Acesso em 05 set 2019.

Brasil. Conselho Nacional de Saúde. Resolução no 510, de 7 de abril de 2016. Diário Oficial da União, Poder Executivo, Brasília, DF, 24 maio 2016. Seção 1, n. 98, p. 44-46. Disponível em: . Acesso em 05 set 2019.

Tong A, Sainsbury P, Craig J. Consolidated criteria for reporting qualitative research (COREQ): a 32-item checklist for interviews and focus groups. Int J Qual Health Care 2007; 19(6):349-57.

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Saúde da criança: aleitamento materno e alimentação complementar. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. 2. ed. Brasília: Ministério da Saúde. 2015. 184p.: il. (Cadernos de Atenção Básica; n.23). Disponível em: . Acesso em 05 set 2019.

Orso LF, Mazzetto FMC, Siqueira FPC. Percepção de mulheres quanto ao cenário de cuidado em saúde na promoção do aleitamento materno. São Paulo: Revista Recien. 2016; 6(17):3-12.

Ahumada-Barrios ME, Alvarado GF. Fatores de Risco para parto prematuro em um hospital. Ribeirão Preto: Rev Latino Am Enferm. 2016; (24):27-50.

Parker LA, Sullivan S, Krueger C, Mueller M. Association of Timing of Initiation of Breastmilk Expression on Milk Volume and Timing of Lactogenesis Stage II Among Mothers of Very-Low-Birth-Weight Infants. Breastfeed Medicine. 2015; 10(2):84-91.

Luz LS, Minamisava R, Scochi CGS, Salge AKM, Ribeiro LM, Castral TC. Fatores preditivos da interrupção de aleitamento materno exclusivo em prematuros: coorte prospectiva. Brasília: Rev Bras Enferm. 2018; 71(6):2876-82.

Ciaciare CB, Migoto MT, Balaminut T, Tacla MTGM, Souza SNDH, Rossetto EG. A manutenção do aleitamento materno de prematuros de muito baixo peso: experiência das mães. Goiânia: Rev Eletr Enferm. 2015; 17(3).

Freitas BAC, Lima LM, Valente CFL, Priorea SE, Franceschini SCC. Duração do aleitamento materno em prematuros acompanhados em serviço de referência secundário. São Paulo: Rev Paul Pediatr. 2016; 34(2):189-196.

Gonçalves MI, Kuerten RP, Anders JC, Kusahara DM, Tomazoni A. Comunicação e segurança do paciente na passagem de plantão em unidades de cuidados intensivos neonatais. Florianópolis: Texto Contexto Enferm. 2016; 25(1):1-8.

Pereira MCR, Rodrigues BMRD, Pacheco STA, Peres PLP, Rosas AM, Antonio S. O significado da realização da auto-ordenha do leite para as mães dos recém-nascidos prematuros. Porto Alegre: Rev Gaúcha Enferm. 2018; 39:e2017-0245.

Peres MDA, Wegner W, Cantarelli-Kantorski K J, Gerhardt, L M, Magalhães AMMD. Perception of family members and caregivers regarding patient safety in pediatric inpatient units. Porto Alegre: Rev Gaúcha Enferm. 2018; 39: e2017-0195.

Baptista SS, Alves VH, Souza RMP, Rodrigues DP, Cruz AFN, Branco MBLR. Manejo clínico da amamentação: atuação do enfermeiro em uma unidade de terapia intensiva neonatal. Santa Maria: Rev Enferm UFSM. 2015; 5(1):23-31.

Wilhelm LA, Demori CC, Alves CN, Cremonese CNBL, Ressel LB. A vivência da amamentação na ótica de mulheres: contribuições para a enfermagem. Santa Maria: Rev Enferm UFSM. 2015; 5(1):160-168.

Rodrigues FA, Wegner W, Kantorski KJC, Pedro ENR. Segurança do paciente em unidade neonatal: preocupações e estratégias vivenciadas por pais. Curitiba: Cogitare Enferm. 2018; 23(2):e52166.

Lima APE, Castral TC, Leal LP, Javorski M, Sette GCS, Scochi CGS, Vasconcelos MGL. Aleitamento materno exclusivo de prematuros e motivos para sua interrupção no primeiro mês pós-alta hospitalar. Porto Alegre: Rev Gaúcha Enferm. 2019; 40:e20180406.


Visualizações do PDF:

52 views


Visualizações do Resumo:

109 views

Apontamentos

  • Não há apontamentos.
Copyright: ©-2014 Revista Recien - Revista Científica de Enfermagem. Todos os direitos reservados.
Tema: Mason Publishing Group. Customizado por: Articloud