Atenção do enfermeiro em relação a espiritualidade no cuidar do paciente em unidade de terapia intensiva

Amanda Leal Tavares, Acácia Maria Lima Oliveira Devezas, Maria Angela Reppetto, Luciana Soares Costa Santos

Resumo

Verificou-se a atenção dos enfermeiros sobre a espiritualidade na assistência ao paciente em UTI, de um hospital geral, de São Paulo, aprovação do CEP institucional (CAAE: 10991712.5.0000.0070). Participaram 42 enfermeiros, maioria mulheres com idade média de 35,64 anos, com especialização, 50%, católicas. Do total de participantes, 71,43% eram praticantes, com 47,62% frequentando a igreja ou templo religioso. Sobre a espiritualidade na UTI, 57,14% consideram “muito importante”. Quanto a abordagem no cuidado ao paciente, 47,62% acham “muito importante”. Sobre a assistência espiritual na UTI, 83,33% dos participantes, observaram evolução clínica nestes pacientes. Conclusão: os enfermeiros consideram importante abordar o assunto, sobretudo, no cuidado direto ao paciente crítico e “respeito ao próximo” foi considerado uma das principais condutas relacionadas a religiosidade/espiritualidade no cuidado. Enfatiza-se que o cuidado de enfermagem, seja revisto e que possa no dia a dia estar relacionado com as necessidades religiosas/espirituais dos enfermos, considerando a integralidade do cuidar.

Descritores: Espiritualidade, Assistência de Enfermagem, Enfermagem de Cuidados Críticos.

 

Nurse's attention regarding spirituality in caring for the patient in the intensive care unit

Abstract: Nurses' attention was paid to spirituality in patient care in the ICU of a general hospital in São Paulo, institutional CEP approval (CAAE: 10991712.5.0000.007 0). 42 nurses participated, mostly women with an average age of 35.64 years, with specialization, 50%, Catholic. Of the total participants, 71.43% were practitioners, with 47.62% attending the church or religious temple. Regarding spirituality in the ICU, 57.14% consider it “very important”. Regarding the approach to patient care, 47.62% think it is "very important". Regarding spiritual assistance in the ICU, 83.33% of the participants observed clinical evolution in these patients. Conclusion: nurses consider it important to approach the subject, above all, in direct care for critical patients and “respect for others” was considered one of the main behaviors related to religiosity/spirituality in care. It is emphasized that nursing care is reviewed and that it can be related to the religious/spiritual needs of the patients on a daily basis, considering the integrality of care.

Descriptors: Spirituality, Nursing Care, Critical Care Nursing.

 

Atención de la enfermera con respecto a la espiritualidad en el cuidado de pacientes en unidades de atención intensiva

Resumen: Se verificó la atención de las enfermeras a la espiritualidad en la atención al paciente en la UCI, de un hospital general en São Paulo, aprobación del CEP institucional (CAAE: 10991712.5.0000.0070). Participaron 42 enfermeras, en su mayoría mujeres con una edad promedio de 35.64 años, con especialización, 50%, católicos. Del total de participantes, 71.43% eran practicantes, con 47.62% asistiendo a la iglesia o templo religioso. Cuanto la espiritualidad en la UCI, el 57,14% lo considera "muy importante". Con respecto al enfoque de la atención al paciente, el 47,62% piensa que es "muy importante". Cuanto a la asistencia espiritual en la UCI, el 83,33% de los participantes observaron evolución clínica en estos pacientes. Conclusión: las enfermeras consideran importante abordar el tema, sobre todo, en la atención directa a pacientes críticos y el "respeto por los demás" se consideró una de las principales conductas relacionados con la religiosidad/espiritualidad en la atención. Se enfatiza que la atención de enfermería ser revisado y que puede relacionarse con las necesidades religiosas/espirituales de los pacientes diariamente, considerando la integralidad de la atención.

Descriptores: Espiritualidad, Atención de Enfermería, Enfermería de Cuidados Críticos.

Texto completo:

PDF

Referências

Lino MM, Silva SC. Enfermagem na unidade de terapia intensiva: a história como explicação de uma prática. Nursing. 2001; 41(4):25-9.

Oliveira AML. Analise psicométrica da daily spiritual experience scale pelo método rasch. Tese [doutorado em Ciências]. Universidade de São Paulo. 2011.

Gonçalves VGF. Espiritualidade, cultura e práticas de enfermagem em situações terminais: estudo etnográfico em contexto hospitalar. Dissertação [Mestrado em Ciências Enfermagem]. Universidade do Porto. 2008.

Saad M, Masiero D, Battistella LR. Espiritualidade baseada em evidências. Acta Fisiátrica. 2001; 8(3):107-112.

Scharamm FR, Palacios M, Rego S. O modelo bioético principialista para a análise da moralidade da pesquisa científica envolvendo seres humanos ainda é satisfatório? Cienc Saúde Coletiva. 2008; 13(2):361-370.

Cervelin AF, Kruse MHL. Espiritualidade e religiosidade nos cuidados paliativos: conhecer para governar. Esc Anna Nery. 2014; 18(1):136-142.

IBGE. Características gerais da população. Resultados de amostras. Disponível em: . Acesso em 10 jun 2016.

Penha RM, Silva MJP. Significado de espiritualidade para a enfermagem em cuidados intensivos. Texto Contexto Enferm. 2012; 21(2):260-8.

Araújo MAM. O cuidado espiritual: um modelo à luz da análise existencial e da relação de ajuda. Tese [Doutorado em Enfermagem]. Universidade Federal do Ceará. 2011.

Moreira-Almeida A, Lotufo-Neto F, Koenig HG. Religiouness and mental health: a review. Rev Bras Psiquiatr. 2006; 28(3):242-50.

Oliveira FF, Frazili RTV. Espiritualidade: seu significado no contexto do acadêmico de enfermagem. REENVAP. 2012; 2:61-72.

Soler VM, Vicente EC, Gonçalves JL, Bocchini MJV, Galindo MF. Enfermagem e espiritualidade: um estudo bibliográfico. Cuid Arte Enferm. 2012; 6(2):91-100.

Cortez EA. Religiosidade e espiritualidade no ensino de enfermagem: contribuição da gestão participativa para a integralidade no cuidado. Tese [Doutorado]. Universidade Estadual do Rio de Janeiro. 2009.

Schleder LP, Pareio LS, Puggina AC, Silva MJP. Espiritualidade dos familiares de pacientes internados em unidade de terapia intensiva. Acta Paul Enferm. 2013; 26(1):71-8.

Castelo-Branco MZ, Brito D, Fernandes-Sousa C. Necessidades espirituais da pessoa doente hospitalizada: revisão integrativa. Aquichán. 2014; 14(1):100-108.

Salgado APA, Rocha RM, Conti CC. O enfermeiro e a abordagem das questões religiosas. Rev Enferm UERJ. 2007; 15(2):223-8.

Cortez EA, Teixeira ER. O enfermeiro diante da religiosidade do cliente. Rev Enferm UERJ. 2010; 18(1):114-9.

Wu LF, Lin LY. Exploration of clinical nurses perceptions of spirituality and spiritual care. J Nurs Res. 2011; 19(4):250-6.


Visualizações do PDF:

42 views


Visualizações do Resumo:

95 views

Apontamentos

  • Não há apontamentos.
Copyright: ©-2014 Revista Recien - Revista Científica de Enfermagem. Todos os direitos reservados.
Tema: Mason Publishing Group. Customizado por: Articloud