Análise significativa, para parturientes, da assistência prestada pelo enfermeiro no processo de parir: contexto hospitalar

Suênia Alves Vieira, Natalia de Araújo e Santos, Kollyane Stpanie Ferreira Honostório

Resumo

Estudo exploratório-descritivo, com abordagem quantiqualitativa, que objetivou analisar o significado para as parturientes da assistência prestada pelo enfermeiro no processo de parir no contexto hospitalar. Participaram da investigação 50 mulheres enquadradas no critério: puérperas que foram assistidas pelo enfermeiro ou por enfermeiro e médico no pré-natal, trabalho de parto e parto. A coleta de dados ocorreu no período de fevereiro a março de 2019, por meio do instrumento adaptado do Questionário Hospitalar: Puérpera. Os dados quantitativos foram apresentados em frequência absoluta e percentual, e a análise de conteúdo foi fundamentada na proposta de Bardin. Os resultados revelaram que, para a maioria das mulheres, os sentimentos e expectativas gerados durante o pré-natal foram supridos. Já que a experiência com o enfermeiro foi de boa qualidade como, também, com o próprio trabalho de parto e parir no hospital.

Descritores: Assistência ao Parto, Enfermeiros, Parturientes.

 

Significant analysis, for parturients, of the care provided by nurses in the delivery process: hospital context

Abstract: An exploratory and descriptive study with a quantitative and qualitative approach, which aimed to analyze the meaning for parturients of the care provided by nurses in the process of giving birth in the hospital context. The study included 50 women who met the criteria: mothers who were assisted by the nurse or nurse and doctor in prenatal, labor and delivery. Data collection took place from February to March 2019, through the instrument adapted from the Hospital Questionnaire: Puérpera. Quantitative data were presented in absolute and percentage frequency, and content analysis was based on Bardin's proposal. The results revealed that, for most women, the feelings and expectations generated during prenatal care were met. Since the experience with the nurse was of good quality as well as with the labor itself and giving birth in the hospital.

Descriptors: Childbirth Care, Nurses, Parturients.

 

Análisis significativo, para parturientas, de la atención brindada por las enfermeras en el proceso de entrega: contexto hospitalario

Resumen: Un estudio exploratorio y descriptivo con un enfoque cuantitativo y cualitativo, cuyo objetivo fue analizar el significado para las parturientas de la atención brindada por las enfermeras en el proceso de dar a luz en el contexto hospitalario. El estudio incluyó a 50 mujeres que cumplían los criterios: madres atendidas por la enfermera o la enfermera y el médico en prenatal, parto y parto. La recolección de datos se realizó de febrero a marzo de 2019, a través del instrumento adaptado del Cuestionario del Hospital: Puérpera. Los datos cuantitativos se presentaron en frecuencia absoluta y porcentual, y el análisis de contenido se basó en la propuesta de Bardin. Los resultados revelaron que, para la mayoría de las mujeres, se cumplieron los sentimientos y expectativas generados durante la atención prenatal. Dado que la experiencia con la enfermera fue de buena calidad, así como con el trabajo de parto y el parto en el hospital.

Descriptores: Atención del Parto, Enfermeras, Parturientas.

Texto completo:

PDF

Referências

Rocha FR, Melo MC, Medeiros GA, Pereira EP, Boeckmann LMM, Dutra LMA. Análise da assistência ao binômio mãe-bebê em centro de parto normal. Curitiba: Cogitare Enferm. 2017; 22(2):e49228.

Caus ECM, Santos EKA, Nassif AA, Monticelli M. O processo de parir assistido pela enfermeira obstétrica no contexto hospitalar: significados para as parturientes. Rio de Janeiro: Esc Anna Nery. 2012; 16(1):34-40.

Rocha FAA, Fontenele FMC, Carvalho IR, Rodrigues IDCV, Sousa RA, Júnior ARF. Cuidado no parto e nascimento: percepção de puérperas. Fortaleza: Rev Rene. 2015; 16(6):7782-9.

Silva IA, Silva PSF, Andrade EWOF, Morais FF, Silva RSS, Oliveira LS. Percepção das puérperas acerca da assistência de enfermagem no parto humanizado. Maringá: Rev Uningá. 2017; 53(2):37-43.

Brasil. Conselho Federal de Enfermagem. Lei Nº 7.498/86 de 25 de junho de 1986, que dispõe sobre a regulamentação do exercício da enfermagem e dá outras providências. Diário Oficial da União; Brasília (DF): 25 junho 1986. Seção 1, p.4. Disponível em: . Acesso em 15 abr 2019.

Velho MB, Oliveira ME, Santos EKA. Reflexões sobre a assistência de enfermagem prestada à parturiente. Brasília: Rev Bras Enferm. 2010; 63(4):652-9.

D'Orsi E, Brüggemann OM, Diniz CSG, Aguiar JM, Gusman CR, Torres JA, et al. Desigualdades sociais e satisfação das mulheres com o atendimento ao parto no Brasil: estudo nacional de base hospitalar. Rio de Janeiro: Cad Saúde Pública. 2014; 30(sup):S154-S168.

Freire HSS, Campos FC, Castro RCMB, Costa CC, Mesquita VJ, Viana RAA. Parto normal assistido por enfermeira: experiência e satisfação de puérperas. Recife: Rev Enferm UFPE. 2017; 11(6):2357-67.

Fundação Oswaldo Cruz. Questionário Hospitalar - Puérpera. Rio de Janeiro: Projeto - Nascer no Brasil: Inquérito Nacional sobre Parto e Nascimento. 2011; 1ª ed., p.4-43. Disponível em: . Acesso em 16 abr 2019.

Bardin L. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70. 7ª ed., terceira parte. 2011; 123-187.

Brasil, Ministério da Saúde. Resolução Nº 466, de 12 de Dezembro de 2012. nº 12. Diário Oficial da União; Brasília (DF): 13 de junho de 2013. Seção 1, p.59. Disponível em: . Acesso em 15 abr 2019.

Marque FC, Dias IMV, Azevedo L. A percepção da equipe de enfermagem sobre a humanização do parto e nascimento. Rio de Janeiro: Esc Anna Nery. 2006; 10(3):439-47.

Velasque EAG, Pradebon VM, Cabral FB. O enfermeiro no processo parir/nascer: estratégia de cuidado e humanização do parto. Santa Maria: Rev Enferm UFSM. 2011; 1(1):80-87.

Barbosa LC, Fabbro MRC, Machado GPR. Violência obstétrica: revisão integrativa de pesquisas qualitativas. Bogotá: Rev Enferm. 2017; 35(2):190-207.

Silva U, Fernandes BM, Paes MSL, Souza MD, Duque DAA. O cuidado de enfermagem vivenciado por mulheres durante o parto na perspectiva da humanização. Recife: Rev Enferm UFPE. 2016; 10(4):1273-9.

Santos IS, Okazaki ELFJ. Assistência de enfermagem ao parto humanizado. São Paulo: Rev Enferm UNISA. 2012; 13(1):64-8.

Brüggenann OM, Ebsen ES, Oliveira ME, Gorayeb MK, Ebele RR. Motivos que levam os serviços de saúde a não permitirem acompanhante de parto: discursos de enfermeiros. Florianópolis: Texto Contexto Enferm. 2014; 23(2):270-7.


Visualizações do PDF:

18 views


Visualizações do Resumo:

311 views

Apontamentos

  • Não há apontamentos.
Copyright: ©-2014 Revista Recien - Revista Científica de Enfermagem. Todos os direitos reservados.
Tema: Mason Publishing Group. Customizado por: Articloud