Assistência do enfermeiro obstetra à puérpera com HIV em alojamento conjunto

Jackeline Vieira Guimarães, Maraiza Doval Martins, Sônia de Souza da Cruz, Maria Raika Guimarães

Resumo

O enfermeiro desempenha um papel desafiador no tratamento da mulher soropositiva, pois contribui no combate desta patologia através de sua capacitação e ao apoio emocional à mulher diagnosticada. Este estudo tem como objetivo descrever a assistência do enfermeiro e visão que o enfermeiro tem sobre o cuidado à puérpera soropositiva e a implementação das ações de prevenção da transmissão vertical do HIV no alojamento conjunto. Foi realizada uma Revisão de literatura de artigos científicos, no período de 2007 a 2017. Os artigos foram obtidos através das bases de dados: como Scielo (Scientific Eletrônic Library Online) e LILACS e Ministério da Saúde (MS), utilizando-se os seguintes descritores: Assistência, Gestante, HIV. De acordo com os critérios de inclusão e exclusão, 24 publicações foram relacionadas no estudo. A partir desta revisão integrativa da literatura será possível propiciar aos profissionais da saúde uma melhor compreensão a respeito do enfermeiro na assistência à puérpera com HIV no alojamento conjunto.

Descritores: Assistência, Gestante, HIV.

 

Nursing assistants obstetric to puerpera with HIV in joint accommodation

Abstract: Nurses play a challenging role in the treatment of HIV-positive women, as it contributes to combating this pathology through their training and emotional support to the diagnosed woman. This study aims to describe the nurse's care and vision that the nurse has about the care of the HIV-positive puerpera and the implementation of actions to prevent vertical transmission of HIV in the housing. A literature review of scientific articles was carried out from 2007 to 2017. The articles were obtained through databases such as Scielo (Scientific Electronic Library Online) and LILACS, Ministry of Health (MS), using the following descriptors: Assistance, Pregnant Woman, HIV. According to the inclusion and exclusion criteria, 24 publications were included in the study. From this integrative review of the literature, it will be possible to provide health professionals with a better understanding of the role of nurses the puerperal patient with AIDS in the joint accommodation.

Descriptors: Assistance, Pregnant Woman, HIV.

 

La asistencia de enfermeras observa a puerpera con vih en alojamiento conjunto

Resumen: Las enfermeras desempeñan un papel difícil en el tratamiento de las mujeres seropositivas, ya que contribuye a la lucha contra esta patología a través de su formación y apoyo emocional a las mujeres diagnosticadas. Este estudio tiene como objetivo describir la atención de la enfermera y la visión de la enfermera de la atención posparto serpositiva y la implementación de acciones para prevenir la transmisión vertical del VIH en la vivienda conjunta. De 2007 a 2017 se llevó a cabo una revisión de la literatura de artículos científicos. Los artículos se obtuvieron a través de las bases de datos: como Scielo (Biblioteca Científica Eletr'nic en línea) y LILACS y Ministerio de Salud (MS), utilizando los siguientes descriptores: Atención, Mujeres Embarazadas, VIH. De acuerdo con los criterios de inclusión y exclusión, 24 publicaciones se relataron en el estudio. A partir de esta revisión integradora de la literatura será posible proporcionar a los profesionales de la salud una mejor comprensión de las enfermeras en la atención posparto con VIH en alojamiento conjunto.

Descriptores: Asistencia, Mujeres Embarazadas, VIH.

Texto completo:

PDF

Referências

Brasil. Boletim Epidemiológico AIDS e DST. Brasília: Ministério da Saúde, 2016. Disponível em: . Acesso em 02 jan 2018.

Santos AS, Santos NW, Carvalho GP. O conhecimento dos enfermeiros acerca da transmissão vertical do HIV/AIDS. Rev Enferm UFPE Online. 2015; 9(10):1509-17.

Brasil. Cuidado integral às pessoas que vivem com HIV pela atenção básica. Brasília: Ministério da Saúde. 2015. Disponível em: . Acesso em 05 jan 2018.

Holanda RE, Galvão GM, Pedrosa LM, Paiva SS, Almeida FR. Análise espacial da infecção pelo vírus da imunodeficiência humana entre gestantes. Rev Latino Am Enferm. 2015; 23(3):441-9.

Silva MN, Cechetto HF, Mariot MM. Atuação da enfermagem no cuidado da gestante HIV positiva. Rev Cuid Enferm. 2016, 2(3):46-55.

Keinuibing RE, LipinskiII JM, Pereira FW. Puérperas soropositivas para o HIV: como estão vivenciando a não amamentação. Rev Enferrm UFPE Online. 2014; 8(1):107-13.

Moura LE, Kimura FA, Praça SN. Ser Gestante soropositiva para o vírus da imunodeficiência humana: uma leitura à luz do interacionismo simbólico. Rev Acta Paul Enferm. 2010; 23(2):206-11.

Fonseca LP, Iriart BJ. Aconselhamento em DST/AIDS às gestantes que realizaram o teste anti-HIV na admissão para o parto: os sentidos de uma prática. Rev Comunic Saúde Educ. 2012; 16(41):395-407.

Brasil. Recomendações para profilaxia da transmissão vertical do HIV e terapia antirretroviral em gestantes: manual de bolso. Brasília: Ministério da Saúde. 2010. Disponível em: . Acesso em 05 jan 2018.

Araújo FC, Signes FA, Zampier BV. O cuidado à puérpera com HIV/AIDS no alojamento conjunto: a visão da equipe de enfermagem. Rev Esc Anna Nery. 2012; 16(1):49-56.

Araújo LM, Queiroz AF, Melo OS, Silveira BC, Silva MR. Gestantes portadoras do HIV: enfrentamento e percepção de uma nova realidade. Rev Cienc Cuid Saúde. 2008; 7(2):216-223.

Brasil. Recomendações para a atenção integral a adolescentes e jovens vivendo com HIV/AIDS. Brasília: Ministério da Saúde. 2013. Disponível em: . Acesso em 05 jan 2018.

Viana BR, Ferreira CH, Santos CM, Cabrita CB. Vivencias de gestantes soropositivas em relação à assistência de enfermagem: estudo descritivo. Rev Cienc Cuid Saúde. 2013; 12(3):548-555.

Brasil. Protocolo clínico e diretrizes terapêuticas para manejo da infecção pelo HIV em adultos. Brasília: Ministério da Saúde. 2013. Disponível em: . Acesso em 05 jan 2018.

Barros AL, Menezes BK, Moura WM, Almeida LD. Soropositividade de HIV em gestantes: adequação das práticas e atividades desenvolvidas pelo serviço de assistência especializada. Rev Cad Grad - Ciênc Biol Saúde. 2012; 1(1):67-82.

Medeiros DA, Araújo SV, Moraes NM. A experiência da soropositividade para grávidas com HIV/AIDS: preconceito, dor, trauma e sofrimento pela descoberta. Rev Enferm UERJ. 2015; 23(3):362-7.

Santos IE, Gomes TA, Oliveira CD, Marques CS, Bernardes RM. Desafios e enfrentamentos no cuidar por enfermeiros: estudo de representações sociais. Rev Online Braz J Nurs. 2014; 13(2):207-18.

Brasil. Prevenção e controle das infecções sexualmente transmissíveis, do HIV/Aids e das hepatites virais. Brasília: Ministério da Saúde. 2017. Disponível em: . Acesso em 05 jan 2018.

Vasconcelos FM, Costa GF, Batista SP, Maria LM. Cuidados paliativos para pacientes com HIV/AIDS. Rev Enferm UERJ. 2016; 24(2):26-39.

Jordão AB, Espolador MG, Sabino NA, Tavares BB. Conhecimento da gestante sobre o HIV e a transmissão vertical em São Paulo. Rev Bras Pesq Saúde. 18(2):26-34,2016.

Araújo FC, Signes FA, Zampier BV. O cuidado à puérpera com HIV/AIDS no alojamento conjunto: a visão da equipe de enfermagem. Rev Esc Anna Nery. 2012; 16(1):49-56.

Meira MM, Ibarra SA, Santos EKA. Inibição da lactação: (re)visitando a literatura. Rev Eletr Enf. 2008; 10(3):805-15.

Brasil. Amamentação e uso de medicamentos e outras substâncias. Brasília: Ministério da Saúde, 2014. Disponível em: . Acesso em 05 jan 2018.

Moura LE, Kimura FA, Praça SN. Ser Gestante soropositiva para o vírus da imunodeficiência humana: uma leitura à luz do interacionismo simbólico. Rev Acta Paul Enferm. 2010; 23(2):206-11.


Visualizações do PDF:

7 views


Visualizações do Resumo:

99 views

Apontamentos

  • Não há apontamentos.
Copyright: ©-2014 Revista Recien - Revista Científica de Enfermagem. Todos os direitos reservados.
Tema: Mason Publishing Group. Customizado por: Articloud