Contribuições para a assistência ao paciente com câncer de tireoide submetido à radioiodoterapia

Maria Madalena de Oliveira, Renata Aparecida Pinheiro França, Elaine Reda da Silva

Resumo

Embora utilizada há cerca de 50 anos, a iodoterapia é uma terapêutica pouco divulgada, sendo capaz de tratar desde patologias benignas até neoplásicas. Este estudo tem como objetivo identificar e analisar a produção de conhecimentos relacionados ao portador de câncer de tireoide submetido à radioiodoterapia. Realizou-se revisão integrativa nas bases de dados SciELO e Biblioteca Virtual em Saúde. Dentre os artigos publicados, 10 foram selecionados e analisados a partir do agrupamento em 4 áreas temáticas. Verificou-se uma carência de estudos relacionados a assistência de enfermagem, visto que os trabalhos vêm discutindo, principalmente, questões referentes à terapêutica da iodoterapia. Conclui-se que o estudo apresentou resultados com uma relevância significativa para a prática assistencial, entretanto ressalta-se a necessidade de valorização da produção científica pelo profissional enfermeiro.

Descritores: Neoplasia da Glândula Tireoide, Iodo, Enfermagem Oncológica.

 

Contributions to assistance to thyroid cancer patient submitted to radioiodine therapy

Abstract: Although used about fifty years, iodine therapy is a little disclosed, being able to treat even benign and malignant pathologies. This study aims to identify and analyze the production of knowledge related to the thyroid cancer patient submitted to radioiodine therapy. An integrative review was done in SCIELO and Biblioteca Virtual em Saúde databases. Among the published papers, ten were selected and analyzed from grouping in four thematic areas. A lack of studies related to nursing care was verified, since the papers mainly discussing questions referred to iodine therapy. It concludes that this study presents results with a significant relevance to care practice. However, it was noticed the needing for improvement of scientific production by the nurse professional.

Descriptors: Thyroid Neoplasm, Iodine, Oncology Nurse.

 

Contribuciones para la asistencia al enfermo con cancer de tiroide sometido a radioyodoterapia

Resumen: Aún que sea utilizada a 50 años, la yodoterapia es una terapia poco divulgada, siendo capaz de tratar patologíasbenignas hasta malignas. Este estudio tiene como objetivo identificar y analizar la producción de conocimientos relacionados al portador de cancer de tiroides sometido a radioyodoterapia. Se realizó una revisión integrativa em las bases de datos Scielo y Biblioteca Virtual em Saúde. Entre todos los artículos publicados, 10 fueron seleccionados y analizados, a partir del agrupamiento em 4 áreas temáticas. Se verificó una carencia de estudios relacionados a a asistencia de enfermaría, ya que los trabajos vienen discutiendo, principalmente, cuestiones relacionadas a la yodoterapia. Se concluye que el estudio presentó resultados com una relevancia significativa para la práctica asistencial, sin embargo se resaltar la necesidad de valorizaciónde la producción científica por el profesional de enfermero.

Descriptores: Neoplasia de la Glándula Tiroide, Yodo, Enfermería Oncológica.

Texto completo:

PDF

Referências

Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia - SBEM. Entendendo o câncer de tireoide. 2010. Disponível em: . Acesso em 15 fev 2017.

Instituto Nacional do Câncer. Condutas: câncer de tireoide. Rev Bras Cancerologia. 2002. 48(2): 181-5.

Brasil. Ministério da Saúde. Instituto Nacional do Câncer. Estimativas de câncer para o biênio 2016-2017. Disponível em: . Acesso em 13 fev 2018.

Hospitais do Brasil. Inca estima que haverá cerca de 600 mil casos novos de câncer em 2018. Disponível em: . Acesso em 13 fev 2018.

Golbert L, Wajner SM, Rocha AP, Maia AL, Gross JL. Carcinoma diferenciado de tireoide: avaliação inicial e acompanhamento. Arq Bras Endocrinol Metab. 2005; 49(5):701-10.

Instituto Nacional de Câncer (Brasil). Ações de enfermagem para o controle do câncer: uma proposta de integração ensino-serviço. / Instituto Nacional de Câncer. – 3. ed. atual. amp. – Rio de Janeiro: INCA, 2008. 488.

Instituto Oncoguia. Tratamentos do câncer de tireoide. 2015. Disponível em: . Acesso em 15 fev 2017.

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Protocolos clínicos e diretrizes terapêuticas em Oncologia/Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde – Brasília: Ministério da Saúde, 2014. Disponível em: . Acesso em 13 fev 2018.

Mateus L. A importância da enfermagem no tratamento com iodo radioativo. Rev. Nursing. 2000; 25:6-8.

Marone MMS, Sapienza MT. Medicina nuclear no tratamento do câncer da glândula tireóidea. In: Carvalho MB, organizador. Tratado de tireoide e paratireoides. Rio de Janeiro: Rubro; 2007; 565-75.

Conselho Nacional de Energia Nuclear. CNEN NN 3.05: requisitos de segurança e proteção radiológica em Serviços de Medicina Nuclear. 2013. Disponível em: . Acesso em 15 fev 2017.

Nascimento LKAS, Medeiros ATN, Saldanha EA, Tourinho FSV, Santos VEP, et al. Sistematização da assistência de enfermagem a pacientes oncológicos: uma revisão integrativa da literatura. Rev Gaúcha Enferm. 2012; 33(1):177-85.

Conselho Federal de Enfermagem. Resolução n°211 de 01 de julho de 1998. Dispõe sobre a atuação dos profissionais de enfermagem que trabalham com radiação ionizante. Rio de Janeiro: COFEN. 2004. Disponível em: . Acesso em 15 fev 2017.

Mendes KDS, Silveira RCCP, Galvão CM. Revisão integrativa: método de pesquisa para a incorporação de evidências na saúde e na enfermagem. Texto Contexto Enferm. 2008; 17(4):758-64.

Souza MT, Silva MD, Carvalho R. Revisão integrativa: o que é e como fazer. Einstein. 2010; 8(1):102-6.

Rosário PWS, Maia FCP, Barroso Al, Purisch S. Abordagem dos pacientes com carcinoma diferenciado de tireóide com tireoglobulina sérica elevada e pesquisa de corpo inteiro negativa. Arq Bras Endocrinol Metab. 2005; 49(2):246-52.

Rosário PW. Ablação de remanescentes tireoidianos com 30 mCi de 131I em pacientes com câncer de tireoide preparados com TSH recombinante humano. Arq Bras Endocrinol Metab. 2012; 56(5):338-40.

Vieira ACF, Lopes FF. Efeitos da radioiodoterapia nas glândulas salivares. Rev Odontol Univ Cid São Paulo. 2011; 22(3):216-22.

Nascimento Junior JR, Angelis EC, Lima ENP. Qualidade de vida relacionada à voz e à deglutição, a curto prazo, em pacientes submetidos à radioiodoterapia por carcinoma diferenciado de tireoide. Rev CEFAC. 2015; 17(2):396-408.

Rosário PWS, Cardoso LD, Barroso AL, Padrão EL, Rezende LL, et al. Segurança da radioiodoterapia em pacientes com carcinoma de tireóide com menos de 21 anos. Arq Bras Endocrinol Metab. 2005; 49(2):241-45.

Fonseca FL, Lunardelli P, Matayoshi S. Obstrução de vias lacrimais associada ao tratamento radioiodoterápico de carcinoma de tireoide. Arq Bras Oftalmol. 2012; 75(2):97-100.

Matsumura LK. Gravidez após tratamento com 131Iodo em mulheres portadoras de carcinoma diferenciado da tiróide. Arq Bras Endocrinol Metab. 2007; 51(4):507-8.

Oliveira ACF, Moreira MC. A enfermagem em radioiodoterapia: enfoque nas necessidades de ajuda dos clientes. Rev Enferm UERJ. 2009; 17(4):527-32.

Hospital Cruz Azul. Orientações ao paciente para internação: iodoterapia, 2016. Disponível em: . Acesso em 13 fev 2018.

Sapienza MT, Willegaignon J, Ono CR, Watanabe T, Guimarães MICC, et al. Radioiodoterapia do carcinoma diferenciado da tireoide: impacto radiológico da liberação hospitalar de pacientes com atividades entre 100 e 150 mCi de iodo-131. Arq Bras Endocrinol Metab. 2009; 53(3):318-25.

Mejía-López A, Tovar JR, Gutiérrez-Villamil CT. Níveis de tiroglobulina prévia à ablação e persistência / recorrência precoce do câncer diferenciado da tireoide. Rev Cienc Salud. 2014; 12(1):9-21.


Visualizações do PDF:

44 views


Visualizações do Resumo:

183 views

Apontamentos

  • Não há apontamentos.
Copyright: ©-2014 Revista Recien - Revista Científica de Enfermagem. Todos os direitos reservados.
Tema: Mason Publishing Group. Customizado por: Articloud