A trajetória das conferências nacionais de saúde - 1941 a 1986

Autores

DOI:

10.24276/rrecien2023.13.41.66-71

Palavras-chave:

História da Enfermagem, Conferências de Saúde, Políticas de Saúde, Capitalismo

Resumo

As Conferências Nacionais de Saúde representam um importante espaço de relação de poder, que visa a avaliação da situação da saúde brasileira e a formulação de políticas públicas, com a participação do cidadão. Objetivo: Refletir acerca da trajetória histórica das Conferências Nacionais de Saúde. Material e Métodos: Estudo de reflexão teórica, de cunho histórico-social, extraído do projeto de dissertação intitulado de A Luta dos Trabalhadores de Enfermagem em Alagoas no Movimento pela Reforma Sanitária Brasileira. Baseada em documentos virtuais que foram analisados pela égide do pensamento de Antônio Gramsci, a saber: classe, cultura, sociedade política, hegemonia e sociedade civil. Considerações Finais: Desde sua concepção se observou que as Conferências Nacionais de Saúde foi um espaço de poder, que variou desde um mecanismo de coerção e cooptação do Estado, a transformação por lutas e conquistas em espaços democráticos e de mobilização social.

Descritores: História da Enfermagem, Conferências de Saúde, Políticas de Saúde e Capitalismo.

 

The trajectory of national health conferences - 1941 to 1986

Abstract: The National Health Conferences represent an important space for a power relationship, which aims to assess the situation of Brazilian health and the formulation of public policies, with the participation of citizens. Objective: To reflect on the historical trajectory of the National Health Conferences. Material and Methods: Study of theoretical reflection, of a historical-social nature, extracted from the dissertation project entitled The Struggle of Nursing Workers in Alagoas in the Movement for Brazilian Health Reform. Based on virtual documents that were analyzed under the aegis of Antonio Gramsci's thought, namely: class, culture, political society, hegemony and civil society. Final Considerations: Since their conception, it was observed that the National Health Conferences were a space of power, which ranged from a mechanism of coercion and co-option of the State, to the transformation through struggles and conquests in democratic spaces and social mobilization.

Descriptors: History of Nursing, Health Conferences, Health Policy and Capitalism.

 

La trayectoria de las conferencias nacionales de salud - 1941 a 1986

Resumen: Las Conferencias Nacionales de Salud representan un espacio importante para una relación de poder, que tiene como objetivo evaluar la situación de la salud brasileña y la formulación de políticas públicas, con la participación de los ciudadanos. Objetivo: Reflexionar sobre la trayectoria histórica de las Conferencias Nacionales de Salud. Material y Métodos: Estudio de reflexión teórica, de carácter histórico-social, extraído del proyecto de disertación titulado La Lucha de los Trabajadores de Enfermería de Alagoas en el Movimiento por la Reforma de la Salud Brasileña. A partir de documentos virtuales que fueron analizados bajo la égida del pensamiento de Antonio Gramsci, a saber: clase, cultura, sociedad política, hegemonía y sociedad civil. Consideraciones Finales: Desde su concepción, se observó que las Conferencias Nacionales de Salud fueron un espacio de poder, que abarcó desde un mecanismo de coerción y cooptación del Estado, hasta la transformación a través de luchas y conquistas en espacios democráticos. y movilización social.

Descriptores: Historia de la Enfermería, Conferencias de Salud, Política de Salud y Capitalismo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Brasil. Linha do Tempo: Conferências Nacionais de Saúde. Brasília: Fundação Oswaldo Cruz, 2022. Disponível em: <https://portal.fiocruz.br/linha-do-tempo-conferencias-nacionais-de-saude#:~:text=As%20Confer%C3%AAncias%20Nacionais%20de%20Sa%C3%BAde,aten%C3%A7%C3%A3o%20%C3%A0s%20necessidades%20da%20popula%C3%A7%C3%A3o>. Acesso em 19 fev 2022.

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Gestão Estratégica e Participativa. A construção do SUS: histórias da Reforma Sanitária e do Processo Participativo. Ministério da Saúde. 2006. Disponível em: <https://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/construcao_do_SUS_2006.pdf>. Acesso em 19 de Fev. 2022.

Mota A, Marques MCC, et al. Reforma Sanitária e o estado de São Paulo 1970-1980: particularidades regionais e formação de seus trabalhadores. Interface. 2021; 25:e210118.

Gramsci A. O leitor de Gramsci. (Org. Carlos Nelson Coutinho) Rio de Janeiro, RJ: Civilização Brasileira. 2011.

Gramsci A. Concepção dialética da história. 4ª ed. Rio de Janeiro, RJ: Civilização Brasileira. 1986.

Taffner VBN, Pimentel RRS, et al. Teses e dissertações acerca da história da enfermagem. Rev Enferm UFPE online. 2019; 13(0):1-10.

Teixeira, GC, Bellaguarda, MLR, et al. Nursing societies in Santa Catarina state (1975-2018). Rev Bras Enferm. 2021; 74(1):1-7.

Fausto B. História do Brasil: obra premiada. 14ª ed. São Paulo: EDUSP. 2019.

Brasil. Conselho Nacional de Secretários de Saúde. As Conferências Nacionais de Saúde: Evolução e perspectivas/Conselho Nacional de Secretários de Saúde. Brasília: CONASS. 2009. Disponível em: <https://www.conass.org.br/conassdocumenta/cd_18.pdf>. Acesso em 19 fev. 2022.

Conferência Nacional de Saúde. Anais/3ª Conferência Nacional de Saúde; promovido pelo Ministério da Saúde. Niterói: Fundação Municipal de Saúde. 1992.

Publicado

16-01-2023
Métricas
  • Visualizações 0
  • pdf downloads: 0

Como Citar

MOURA, R. dos S. .; SANTOS, R. M. dos .; MACÊDO, A. C. de .; RAMOS, C. I. da C. P. .; OLIVEIRA, K. C. P. do N.; CARVALHO, R. N. C. . A trajetória das conferências nacionais de saúde - 1941 a 1986. Revista Recien - Revista Científica de Enfermagem, [S. l.], v. 13, n. 41, p. 66–71, 2023. DOI: 10.24276/rrecien2023.13.41.66-71. Disponível em: http://recien.com.br/index.php/Recien/article/view/718. Acesso em: 12 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos